standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

4 SUV usados até 20.000€

SUV usados até 20 mil euros

O gosto pelos SUV – veículos com uma desafogada distância do solo, aparência robusta e boa habitabilidade – já não é apenas uma questão de moda: a posição de condução elevada torna-se menos cansativa e as entradas são facilitadas.

Porém, os preços da maioria deles ainda permanecem proibitivos e nem sempre é fácil conjugar o gosto à capacidade financeira. Uma boa solução pode passar por escolher um usado que, ainda muito atual e em bom estado, é proposto a preços mais aliciantes. Escolhemos quatro SUV abaixo dos 20.000€, entre os quais pode estar o carro dos seus sonhos.

BMW X1 (2012 – 2015)

BMW X1 usado

Uma evolução estética do modelo apresentado em 2009 que a BMW juntou uma gama alargada de motorizações onde se destaca a versão sDrive16d, a mesma que na época se encontrava no 316d (116cv de potência e 260 Nm de binário; 4,9 l/100 km de consumo médio e 128 g/km de emissões CO2), mais contida em termos de preço e que, facilmente, hoje se encontra por menos de 20 mil euros. Em termos estéticos, destaque para a dianteira, como os modernos para-choques, grelha e grupos óticos, já com as linhas de LED das luzes diurnas. No interior, onde sobressai a qualidade dos materiais e a opção pelas superfícies cromadas, a consola central surge orientada para o condutor. As opções de transmissão são entre a caixa manual de seis velocidades e uma automática com oito relações.
 

Descubra todos os BMW X1 de 2012 a 2015 à venda no Standvirtual.

 
Mazda CX-3 (2015)

Mazda CX-3 usado

Tendo por base o citadino Mazda2, o CX-3 foi uma feliz realização da marca de Hiroshima, apresentando-se como um pequeno crossover compacto de silhueta desportiva e dinâmica. Na habitabilidade, perde pontos no espaço para os passageiros traseiros e para as bagagens, mas compensa na excelente posição de condução e no conforto do condutor. Em termos de materiais, a seleção foi feita tendo em conta a qualidade: são suaves ao toque e, mesmo ao fim de muitos quilómetros, não é hábito registar-se barulhos parasitas, tão comuns quando a construção é mais fraca. É de arriscar a versão com equipamento de topo Excellence, com jantes de liga leve de 18’’, faróis em LED, bancos em pele, sistema áudio Bose, head-up display, vidros traseiros escurecidos, sensores de luz, de chuva e câmara traseira, além de vários sistemas de auxílio à condução: aviso de aproximação de veículos em ângulo morto, iluminação adaptativa com controlo automático de máximos e cruise control adaptativo. O bloco com que se apresentou, o Diesel 1.5 105cv, é silencioso e revela boas performances, tirando partido de um binário máximo de 270 Nm por uma ampla faixa de rotação.
 

Veja os Mazda CX-3 de 2015 disponíveis no Standvirtual.

 
Renault Kadjar (2015)

Renault KADJAR usado

Um SUV que perdeu vendas em Portugal pelo facto de a sua altura no primeiro eixo o obrigar a pagar classe 2 nas portagens – algo que, posteriormente, a lei veio corrigir, mas não a tempo de impedir que a marca criasse uma especificação para o país. O Kadjar deste período chegou com tração dianteira e com uma única motorização: o conhecido (e poupado) 1.5 dCi a gasóleo de 110cv da Renault. Em termos de equipamento, é fácil conseguir um usado bem apetrechado: ecrã táctil de 7’’ com sistema R-Link 2 com navegação com reconhecimento dos sinais de trânsito, cruise control, jantes de liga leve de 17’’, sensores de chuva e luz ou vidros traseiros escurecidos.
 

Procura um Renault Kadjar usado de 2015?

 
Volkswagen Tiguan (2011-2016)

Volkswagen Tiguan

Fruto de um facelift da primeira geração, lançada em 2008, este Tiguan mostra-se mais robusto, com uma frente marcada por uma grelha dupla que rasga toda a largura, acentuando a expressividade do veículo; atrás, a opção dos farolins na parte inferior permitiu que o automóvel “ganhasse” altura. À escolha há blocos a gasolina (de 1400 a 2000 de cilindrada, com 122 e 160cv) e a gasóleo (2.0 litros, de 110, 140 e 170cv), sendo que no meio está a virtude: no caso dos Diesel, o 2.0 de 140cv pode revelar-se uma escolha acertada, de prestações fiáveis. Com tecnologia BlueMotion, apresenta-se com bateria regenerável e sistema start&stop. O resultado é um consumo misto médio anunciado à volta dos 5,3 l/100 km na versão 4×2 do referido bloco. Em termos de equipamento, é fácil não ficar desapontando com o básico Trend & Fun dos 4×2 – inclui ESP, seis airbags, encostos de cabeça reguláveis, suporte lombar ajustável, monitorização da pressão dos pneus, jantes de liga leve de 16’’ e climatização. A versão mais simples dos 4×4, inclui ainda um sistema eletrónico de assistência off-road. As versões mais equipadas incluem teto panorâmico, jantes até 18’’ e sensores de chuva.
 

Veja todos os Volkswagen Tiguan de 2011 a 2016 disponíveis no Standvirtual.

 
Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h