standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

O que fazer em caso de aquaplanagem?

Aquaplanagem

A aquaplanagem é um dos principais motivos para o aumento de acidentes nos meses de inverno. Mas sabe o que deve fazer se o carro enfrentar este fenómeno? 

Nos meses que correm entre outubro e fevereiro é recorrente termos que conduzir em situações de chuva, neve, gelo ou nevoeiro, situações que exigem cuidados redobrados por parte do condutor, pois fazem com que haja menos visibilidade sobre a via pública e a aderência do carro com a estrada seja seriamente afectada.

O fenómeno mais recorrente durante estes meses é mesmo a chuva e, embora qualquer condutor já se tenha deparado com condições climatéricas mais adversas durante a sua vida, sempre que existe água acumulada na via pública, os cuidados devem ser mais que muitos, pois a ocorrência da aquaplanagem torna-se mais propícia e esta é uma das principais causas de acidentes nas estradas portuguesas.

A aquaplanagem pode ser extremamente perigosa e a severidade das suas consequências é directamente proporcional à velocidade a que circula, por isso, sempre que chove, deve reduzir a sua velocidade. Recorde: velocidade excessiva é diferente de excesso de velocidade e, mesmo que circule abaixo do limite máximo de velocidade, poderá ainda assim estar a circular a velocidade excessiva para as condições da via.

Mas, afinal, o que é a aquaplanagem e o que deve fazer quando ocorre este fenómeno? E como evitá-lo? Conheça as respostas a todas estas perguntas.

Aquaplanagem: fique a perceber este fenómeno


Aquaplanagem definição

O que é?

Aquaplanagem é a designação dada ao momento em que o condutor perde o controlo sob a viatura, fruto da acumulação de lençóis de água na via pública.

A aquaplanagem ocorre nos pneus, devido à velocidade a que circulam, e quando não são capazes de escoar a água para as laterais, “empurrando-a” para a frente, criando uma espécie de parede, o que faz com que o pneu se eleve e perca o contacto com a estrada, limitando assim o controlo do condutor sob a viatura.

Embora seja a principal causa, não só o excesso de velocidade é o principal responsável pela ocorrência de aquaplanagem. Factores como a pressão incorrecta dos pneus, o piso do pneumático muito gasto ou a existência de uma grande quantidade de água na estrada podem estar na origem da perda do controlo do carro.

Como evitar entrar em aquaplanagem?

Para evitar que o seu carro tenha comportamentos inesperados em situações de chuva, em primeiro lugar deve certificar-se que os pneumáticos da sua viatura se encontram em bom estado de conversação e que, mais do que terem a altura de piso legalmente exigida (1,6mm), têm piso suficiente para circular em segurança (2,5mm de altura é o aconselhado para circular em situação de chuva).

Deve também certificar-se que circula sempre com a pressão correcta nos pneus. Siga as indicações do fabricante para ajustar a pressão. Caso não as encontre, algures entre os 2,2 e 2,4 BAR será sempre o aconselhável.

Por último, mas não menos importante, reduza bastante a velocidade, sempre que as condições climáticas não forem favoráveis.

O que fazer se o carro entrar em aquaplanagem: 6 passos

  1. Em primeiro lugar, deve manter a calma. Embora a aquaplanagem seja de facto perigosa, se circular devagar e com precaução poderá facilmente evitar um acidente;
  2. Não deve em momento algum colocar o pé no travão. Se as rodas não estão em contacto com o piso, ao colocar o pé no travão as rodas irão bloquear automaticamente, fazendo com que perca ainda mais o controlo do carro;
  3. Não deve tampouco acelerar. Caso o faça, as rodas como não estão em contacto com a estrada vão patinar, podendo também levá-lo a perder o controlo sob a viatura;
  4. Apenas tire o pé do acelerador. Fruto da inércia, o carro irá perder naturalmente velocidade, e a transferência de peso da parte posterior do carro para a parte frontal irá ajudá-lo a voltar a colocar os pneus em contacto com a estrada, fazendo-o recuperar o controlo da viatura;
  5. Evite também fazer movimentos bruscos no guiador. Qualquer correção que poderá tentar fazer pode levar o carro a transferir demasiado rápido o peso da parte traseira para a parte frontal, fazendo com que entre em despiste, podendo ter um acidente.
  6. A aquaplanagem acontece com mais frequência no eixo dianteiro, mas caso sinta que perdeu aderência nas rodas traseiras, tampouco deve acelerar ou travar. Levante também o pé do acelerador mas, neste caso, vire suavemente o volante no sentido contrário àquele que o carro está virar (contra-brecagem). Evite fazer movimentos bruscos e, quando sentir que está a recuperar o controlo do carro, endireite o guiador e deverá ter a situação controlada.

Uma reação rápida, eficaz e assertiva poderá significar a diferença entre apanhar um pequeno susto ou ter um grande acidente, mas ainda assim recorde: a condução defensiva será sempre a melhor forma de evitar que aconteçam este tipo de percalços.

Leia também:

O que fazer em caso de aquaplanagem?
5 (100%) 1 voto
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h