standvirtual.com O Nº 1 em Carros Vender Veículo

Caixa automática ou manual: qual escolher?

Caixa automatica ou manual

Escolher uma caixa automática ou manual advém do gosto particular de cada condutor. Uma trabalha por si, outra exige mais envolvência na condução. Saiba mais.

Uma das mais instintivas sensações que cada condutor obtém na condução de um automóvel passa pela transmissão de velocidades. Porém, a escolha entre uma caixa automática ou manual pode considerar variáveis que passam pelo gosto pessoal do que cada condutor considera mais adequado ao seu estilo de conducção, assim como a tipologia de carro a que cada uma delas está associada.

A escolha entre uma caixa automática ou manual centra-se fundamentalmente sobre três critérios de selecção:

  • as caixas automáticas providenciam uma experiência mais relaxada em todos os regimes de conducção, prescindindo do terceiro pedal de embraiagem e colocando de parte o instinto de o pressionar pelo condutor;
  • as caixas manuais são as mais convencionais e, normalmente, são as que equipam por defeito um automóvel, permitindo explorar, manualmente, as capacidades de potência do motor, tornando a conducção mais envolvente e analógica;
  • o terceiro critério considera mentalidades e fundamentos etnográficos, uma vez que em Portugal, a caixa manual continua a ser um elemento preferencial entre os condutores.

Já nos Estados Unidos da América, a caixa manual não está presente na mentalidade da maioria dos condutores comuns, sendo que a tendência opcional continua a ser caixa automática com a tradicional alavanca de velocidades junto ao volante.

Contudo, a tecnologia trouxe o seu papel melhorativo na configuração das caixas automáticas. Esta abordagem centra-se na contrapartida que, antigamente, este tipo de caixas eram imprevisíveis na troca de velocidades e acabavam por exigir em demasia as rotações do motor. De forma a clarificar as diferenças em optar por uma caixa automática ou manual, entenda os factores que as distinguem, assim como as vantagens e desvantagens de cada uma delas.

Caixa automática ou manual: conheça as diferenças


Caixa automatica ou manual diferenças

Numa perspectiva purista de conducção, as caixas manuais traduzem uma maior interacção entre o condutor e o automóvel, uma vez que este tem sob domínio todos os regimes de exploração de potência e binário do motor. Normalmente, os condutores que apreciam uma conducção mais desportiva tendem a optar pelos tradicionais três pedais e pousar a palma da mão direita sob a alavanca de velocidades. Nos modelos mais desportivos, o próprio desenho do punho é originalmente pensado e construído de forma a orientar uma ergonomia desportiva na pega.

Uma das principais diferenças entre obter uma caixa manual ou automática passa essencialmente pela coexistência diferenciada entre cada uma delas. Se, por um lado, as caixas de velocidades manuais exigem um manuseio constante e a psicologia activa do condutor, as caixas automáticas servem para desconectar, em certa parte, de todo o processo de troca de velocidades, fazendo “esquecer” o pé esquerdo e utilizar unicamente o direito, quer para acelerar ou travar.

Caixas automáticas

Quando as mudanças são automáticas, existe um mecanismo electrónico que acciona a embraiagem e selecciona automaticamente a velocidade mais adequada para a velocidade a que o veículo circula.

Caixas manuais e semi-automáticas

De entre as caixas manuais, destacam-se as típicas e as semi-automáticas. As caixas manuais típicas são mais comuns nas estradas portuguesas e são equipadas com um pedal de embraiagem que tem de ser pressionado para se poder engrenar uma mudança de velocidade. Ao mesmo tempo, deve mover-se a alavanca cujo topo apresenta graficamente a forma de um H e que dispõe a clássica configuração que corresponde entre 5 a 6 velocidades.

Nas caixas manuais semi-automáticas, não existe este pedal de embraiagem. Porém, a transição nas mudanças requer acção humana, que pode ser feita através da alavanca da consola central ou de patilhas no volante (em alguns casos mais particulares). Estas caixas incluem as mesmas siglas que uma verdadeira caixa automática apresenta. Porém, as mais recentes receberam novos ícones informativos. O S (Sport) ativa o modo desportivo, que é usado para velocidades maiores e o – , exclusivos da conducção em modo manual, são utilizados para aumentar ou diminuir a marcha de modo sequencial.

Siglas das caixas de velocidades automáticas

Desta forma, é necessário descodificar as siglas da caixa de velocidades automática. Na hora da condução, é importante que tenha alguma agilidade na sua utilização. Perceba-as:

  • P – Parking – esta sigla é usada meramente para parar ou estacionar, uma vez que as rodas ficam bloqueadas;
  • – Neutral – esta é a posição neutra, na qual o veículo fica com as rodas livres, no chamado ponto morto. Nenhuma mudança está engatada;
  • R – Reverse – sigla para ativar a marcha atrás. Só se deve accionar esta posição, se o carro estiver parado;
  • D – Drive – recorre-se a esta posição com o veículo em movimento. Ao accionar esta posição, o carro assumirá que está na 1ª velocidade e irá progredindo, consoante vá desenvolvendo velocidade.

Há mais melhorias nas caixas automáticas do que talvez pudesse ter conhecimento. Se, outrora, as caixas que são consideradas totalmente automáticas eram lentas e recorriam a apenas 4 velocidades, os mecanismos mais recentes incorporam já entre 8 a 9 velocidades, o que diminui significativamente os consumos do veículo.

Outro critério que merece um debate comparativo entre caixa automática ou manual é o recurso à utilização de dupla embraiagem, no caso das automáticas. Basicamente, este é um sistema que acopla duas embraiagens que se destinam a programar electronicamente a selecção da mudança ideal a ser engrenada e a mudança ideal a ser retirada. Marcas como a BMW, Mercedes-Benz, Volkswagen, Audi, Porsche, Lamborghini e Ferrari possuem sistemas idênticos de dupla embraiagem, de forma a garantir uma troca de velocidade impercetível, garantindo uma melhor gestão e exploração de potência dos motores.

Este sistema inteligente permite igualmente melhores consumos e uma resposta na aceleração mais linear e equilibrada, assim como garante uma conducção mais precisa e desportiva.

Vantagens e desvantagens da caixa automática


Caixa automatica ou manual pros e contras

Vantagens

  • Condução simplificada – conduzir com caixa automática torna a conducção mais simples, não havendo quase a necessidade da utilização das mudanças;
  • User friendly além de simplificada, a condução com caixa automática é simples, fácil e mais intuitiva de utilizar, mesmo para os condutores mais inexperientes. Na verdade, em situações de conducção mais complicadas, a caixa automática procede a todos os trabalhos que envolvam a embraiagem e as mudanças, auxiliando qualquer tipo de condutor. Com uma caixa automática, é também evitado que o carro vá abaixo tantas vezes;
  • Menor desgaste da embraiagem – como as mudanças são engrenadas de forma automática, há menos desgaste da embraiagem;
  • Suave transição das mudanças;
  • Velocidades apropriadas – através de uma selecção automática, as velocidades engrenadas são as mais apropriadas;
  • Venda mais facilitada – há sempre condutores interessados em adquirir um carro com caixa automática, pelo que vendê-los torna-se mais fácil.

Desvantagens

  • Menos prazer na conducção – sendo que o controlo da conducção não está nas mãos (e nos pés) do condutor, muitos são aqueles que afirmam que conduzir um carro com caixa automática torna-se monótono e retira algum prazer da conducção;
  • Maiores consumos – ao deixar de ter o controlo sobre a conducção, o condutor não poderá ter uma acção direta sobre a poupança de combustível. Da mesma forma, as caixas automáticas têm um maior consumo de óleo do que as caixas manuais;
  • Mais lentidão na troca das mudanças – tal como a questão do consumo, com uma caixa automática convencional, a dinâmica na troca das velocidades, em situações particulares, pode ficar comprometida;
  • Manutenção mais complexa e maiores custos de serviço – estes valores mais altos são facilmente justificados pela maior complexidade mecânica dos carros com caixa automática. Como seria de esperar, um veículo com maiores exigências de mão-de-obra e minúcia requererá maiores valores monetários.

Vantagens e desvantagens da caixa manual


Caixa automatica ou manual vantagens e desvantagens

Vantagens

  • Ideal para quem tem prazer de conduzir – para quem gosta de sentir o carro em toda a sua mecânica primária, este tipo de caixa de velocidades é a mais indicada;
  • Mais económicas – um carro equipado com caixa manual é financeiramente mais interessante do que um veículo com caixa de velocidades automática;
  • Maior oferta de peças de reposição – sendo o tipo de caixa de velocidades mais comum nos veículos, torna-se mais fácil encontrar peças de substituição;
  • Ideal para as ultrapassagens – permite uma conducção mais desportiva e, ao contrário de um carro equipado com uma caixa de velocidades automática, é mais eficiente e progressiva no momento das ultrapassagens;
  • Manutenção mais baixa;
  • Melhor poder de controlo sobre o veículo – a potência do motor é gerida com maior domínio do condutor;
  • Consumos mais reduzidos – ao haver um controlo humano sobre a performance do veículo, o condutor pode tirar melhor proveito da conducção e gerir, de forma mais eficaz, os consumos do motor.

Desvantagens

  • Conducção mais exigente e cansativa – conduzir um veículo com caixa de velocidades manual requer muita destreza do condutor. Em situações de trânsito, pode ser cansativo ter que manter o pé na embraiagem e mudar constantemente de velocidades;
  • Maior desgaste da embraiagem – por forçar a uma conducção mais exigente, o uso intensivo, contínuo ou incorrecto da embraiagem pode, a longo prazo, requerer a sua substituição;
  • Obriga a que se retire a mão direita do volante – com uma caixa manual, é imperativo e necessário que a mão direita saia do volante para engrenar as mudanças, mesmo que estas acções sejam feitas por breves momentos. Embora seja desta forma que se aprende a conduzir e sendo este tipo de caixa a mais comum, a verdade é que, de cada vez que se liberta uma mão do volante, fica condicionada a segurança do conductor. Esta prática acaba por tornar-se viciante e inapropriada para uma conducção segura.

Caixa automática ou manual: qual a melhor opção


Tal como abordámos inicialmente, esta temática não contém vencidos nem vencedores. A opcção entre uma caixa automática ou manual depende muito do tipo de utilização que julga considerar mais adequada para si e para o seu estilo de conducção. Ambas apresentam características de uso convincentes e distintas, com vantagens e desvantagens, quer no campo de manutenção e, consequentemente, quer no valor de aquisição.

Se se considera um condutor low profile, cómodo, sereno e gosta de desfrutar unicamente da conducção livre e simplista, opte por um modelo de caixa automática. Se a sua natureza exprime dinamismo e gosto pelo sentido clássico e analógico das boas vibrações ao volante, opte sempre por um modelo com caixa manual.

Leia também:

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h