standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

7 coisas que deve saber antes de comprar uma mota

comprar mota- homem de mota pela estrada

Comprar uma mota não é tarefa fácil e é preciso ter algumas questões em atenção. No momento da compra, a maior parte das pessoas ficam imediatamente cativadas pelo design exterior, o porte atlético, prático e por ser uma das melhores alternativas de fugir às filas de trânsito, especialmente nas grandes cidades em hora de ponta.

Comprar uma mota pode ser também a compra de uma condução livre de preocupações, optar por um estilo de vida mais ativo, de contacto direto com o meio ambiente e uma excelente alternativa para todos os condutores de automóveis que desejariam subtrair algumas despesas ao final do mês.

Porém, tal como a compra de um carro, existem variáveis a considerar ao procurar fazer uma boa compra e adquirir verdadeiramente a mota que realmente cumpre com os seus requisitos diários.

Há bastantes aspetos a considerar e muitos deles envolvem questões relacionadas com o próprio condutor. Uma vez que uma mota serve essencialmente para transportar uma ou no máximo duas pessoas, torna-se relevante ponderar qual o modelo ideal para si.

Conheça algumas considerações que deve ter ao comprar uma mota e desfrute de uma compra acertada para momentos únicos de uma condução incondicionalmente livre.

7 coisas a saber antes de comprar uma mota


homem a colocar o capacete da mota

Necessidades e utilização

Ao comprar uma mota, deve ter em consideração o uso que esta lhe vai proporcionar. Temos um país repleto de locais bonitos, e muitos aventureiros planeiam fazer a costa de mota ou fazer percursos em companhia de outros amigos igualmente amantes das duas rodas. Mas será só este o seu objetivo?

Deve ter em consideração outras práticas com a utilização de uma mota. Pode procurar usá-la para trajetos urbanos ou curtos e assim evitar as “tempestades de trânsito” e evitar estar parado no meio de filas entre tantos outros automobilistas.

As longas distâncias não são totalmente descartadas. Na verdade, existem alguns modelos de motas mais vocacionadas para longos trajetos. Com uma arquitetura mais longa e menos atlética ou desportiva, estas foram concebidas para quem aprecia fazer longas viagens, sempre com espaço para colocar uma ou duas malas de volume limitado ao condutor.

Planeia fazer viagens a dois? Também é possível essa opção, e existem modelos especialmente dedicados para o transporte cómodo e confortável de dois passageiros. É apaixonado pela competição e reconhece o seu lado mais desportivo? Ótimo, também existe uma lista interminável de modelos que se caraterizam por verdadeiras réplicas de “Moto Gp”, convertidas para uma condução mais desportiva nas estradas.

Estes parâmetros podem parecer pouco importantes, mas na verdade fazem toda a diferença e tal como a compra de um automóvel, estas escolhas não se escapam às necessidades que pretende para si. Uma mota preparada para longas viagens, não será igual a uma mota destinada a deslocações urbanas. Assim sendo, pense bem nestes parâmetros.

Valores

Não podemos falar sobre comprar uma mota, sem darmos importância ao seu preço. Tal como noutros grandes investimentos, comprar uma mota não lhe ficará apenas pelo valor da mesma.

Desta forma, antes da compra, deve considerar os custos das revisões, as manutenções, o valor do combustível, a mensalidade do seguro e ainda o custo de possíveis peças de substituição, entre outras questões.

Planeie o seu orçamento e decida o quanto estaria disposto a pagar pela mota, considerando todos estes custos agregados ao seu valor da mesma.

Experiência do condutor

casal a andar de mota

A experiência da condução pode ser algo discutível, mas é um fator importante na compra de uma mota.

É sabido que uma mota de alta cilindrada não foi feita para as mãos de um condutor pouco experiente, nem para percursos maioritariamente urbanos.

Assim sendo, aconselha-se que um condutor menos experiente adquira um modelo menos robusto e vá ganhando equilíbrio nesse modelo. Ao trabalhar este aspeto, o condutor conseguirá ir conhecendo o trânsito e irá aprender o comportamento da mota em questão.

Mais tarde, quando adquirir experiência, aí sim poderá estar mais vocacionado em recorrer a uma mota de maior velocidade e potência.

Estatura do condutor

A estatura do condutor pode também parecer algo banal a considerar quando for comprar uma mota. Mas de facto, não o é. Assim como existem bicicletas para crianças e bicicletas para adultos, também uma mota deve funcionar consoante a proporção do utilizador.

Para a condução ser segura, deve acima de tudo ser confortável para o seu condutor. Assim sendo, é importante ter em atenção que uma scooter não será a opção ideal para alguém demasiado alto, bem como uma mota mais alta não será confortável para um condutor de estatura mais baixa.

A escolha da mota deve ser feita de acordo com os seguintes parâmetros:

  • Os joelhos devem estar confortáveis;
  • Os pés devem tocar levemente no chão, nomeadamente nas paragens;
  • Os braços devem conseguir proporcionar uma leve flexão.

Para garantir que a escolha da mota está de acordo com a sua estatura, recomenda-se que faça o test-drive do modelo em questão.

Estado da mota

homem a arranjar uma mota

Ao ponderar comprar uma mota, é importante que decida se vai querer escolher uma mota totalmente nova ou uma usada.

Uma mota nova pode garantir um melhor estado, mas o seu preço, à partida, será mais elevado. Da mesma forma, uma mota ou um carro novo não significam que o condutor não terá problemas, uma vez que estes podem já vir de origem.

Comprar uma mota usada pode significar uma despesa mais equilibrada. Ao mesmo tempo, exige também que se tenham muitas atenções no momento da compra. Como ninguém quer comprar gato por lebre, é necessário que se saiba escolher uma mota usada e que não se torne numa pesada dor de cabeça.

Assim sendo, se optar por uma mota usada, recomenda-se que se faça acompanhar por alguém especializado. É importante efetuar um test-drive, avaliar o estado do motor, a consistência do óleo e os acessórios mais usados, entre eles, os pedais e as alavancas dos travões (folgas e desajustes mínimos nas travagens).

Ao comprar uma mota usada, deve ainda ter em questão as seguintes questões:

  • Verifique a documentação da mota e verifique se tem tudo em dia;
  • Avalie a data da sua última inspeção e, junto com um especialista, observe todas as componentes da mota, a fim de perceber se são de origem ou se foram trocadas;
  • Atente sobre todos os acessórios da mota.

Leia também:

7 coisas que deve saber antes de comprar uma mota
3 (60%) 2 votos
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h