standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

Quais os cuidados a ter com o motor novo

cuidados a ter com o motor novo

Será que deve fazer a rodagem? E a primeira mudança de óleo? Quando deve ser feita? Fique a saber todos os cuidados a ter com o motor novo para o estimar.

Os avanços tecnológicos no mundo automóvel foram (e continuam a ser) impressionantes, ao longo dos últimos anos. Apesar de hoje os cuidados a ter com o motor novo serem bastante mais simples do que foram em tempos, a verdade é que ainda é preciso tratar com algum cuidado o “coração” do seu carro nos primeiros meses de vida.

No final do século passado (nos anos 80 e 90), era frequente e até aconselhado os automóveis com menos de 5000 quilómetros utilizarem uma placa na traseira que dizia qualquer coisa como “Em rodagem. Ultrapasse, por favor.”. Tal referia-se às velocidades baixas a que os fabricantes aconselhavam a circular, durante os primeiros quilómetros.

Hoje em dia, existem melhores lubrificantes para as partes móveis do motor e, também, a qualidade e rigor de construcção são outros, pelo que os motores são bastante mais resistentes. Apesar disso, nunca devemos confiar totalmente na tecnologia e, durante os primeiros milhares de quilómetros, é importante circular com particular cautela.

Ainda se deve fazer a rodagem, sim, no entanto, os fabricantes apenas consideram que um motor está em rodagem durante os primeiros 1500 quilómetros e, é neste período, que deve ter particular atenção e deve seguir à risca os seguintes conselhos.

Cuidados a ter com o motor o novo: anote 5 dicas


motor

1. Evite acelerações bruscas nos primeiros quilómetros

Quando um carro é novo, as partes móveis do motor ainda não estão totalmente “acamadas”, por isso é de extrema importância fazer com que o óleo circule bem e lubrifique todas as peças, para evitar um desgaste mais acelerado e acentuado dos componentes do motor.

Se o seu carro novo for a gasóleo, evite ultrapassar as 3000 rotações por minuto nos primeiros 1500 quilómetros. Deve efetuar passagens de caixa suavemente e sempre a baixas rotações, sobretudo enquanto o carro não atingir a temperatura ideal de funcionamento (90ºC).

Se o carro for a gasolina, durante os primeiros 800 quilómetros evite ultrapassar as 3000 rotações por minuto, podendo subir gradualmente este valor até perfazer os 1500 quilómetros da rodagem.

Após percorridos estes quilómetros, pode dar mais liberdade aos cavalos à disposição do seu pé direito.

2. Evite travagens bruscas nos primeiros quilómetros

Também as pastilhas de travão precisam de algum tempo até se acomodarem aos discos do automóvel. Fazer travagens mais bruscas vai fazer com que a vida útil dos calços e dos travões seja mais reduzida. Este processo deve ser levado em conta não só nos primeiros 500 quilómetros do carro, mas sempre que efectuar uma mudança de pastilhas ou de calços.

3. Verifique os níveis de lubrificantes com frequência

Nos primeiros quilómetros, é normal os motores consumirem bastante óleo e bastante líquido refrigerante. Isto acontece, porque os componentes móveis dos  motores são fabricados em ligas metálicas e, como tal, enquanto não se acomodam no seu espaço, criam bastante atrito, provocando bastante calor resultante da fricção, consumindo assim mais óleo do que o normal.

Portanto, deve verificar os níveis de óleo e líquido do radiador pelo menos uma vez por semana. O consumo de óleo mais elevado poderá ocorrer durante os primeiros 5000km, tendo tendência a diminuir com o passar do tempo.

4. Siga sempre a “regra dos 30 segundos” (se o motor for turbo)

Os motores turbo são muito mais complexos do que os motores atmosféricos e, apesar de tornarem os carros mais caros na hora da compra, tornam-nos bastante mais económicos no que respeita aos consumos. Nos primeiros quilómetros de um motor turbo, este nunca deve ser apagado logo a seguir à imobilização da viatura.

Deve sempre deixar o motor a trabalhar ao relanti pelo menos 30 segundos antes de desligar o carro. Isto, para garantir que a turbina do turbo é devidamente lubrificada enquanto diminui as rotações e arrefece.

5. Mude o óleo, pela primeira vez, após 5000 quilómetros

A grande maioria das marcas aconselha a que a primeira mudança de óleo seja mais prematura do que o normal, mesmo que utilize um óleo sintético, capaz de percorrer 30 mil quilómetros. O óleo que circula pelo motor durante os primeiros quilómetros de circulação pode conter detritos e impurezas da construção final do seu automóvel, o que pode afetar e condicionar o funcionamento correcto de todos os componentes móveis do motor.

Depois de feita a rodagem inicial – que é como quem diz, após os primeiros 1 500 quilómetros -, pode começar a desfrutar mais a sério da sua nova aquisição. Ter alguns cuidados com o motor novo pode requerer alguma paciência, mas não lhe trarão qualquer despesa extra. Até pelo contrário, ajudá-lo-ão a poupar algum dinheiro enquanto o carro estiver em sua posse.

Leia também:

Quais os cuidados a ter com o motor novo
Gostou deste artigo?
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h