standvirtual.com O Nº 1 em Carros Vender Veículo

Descubra quais são as 7 tendências do mercado automóvel e inove!

Afinal, o que é que o futuro reserva para o setor automóvel? Esta é uma questão comum entre os empresários e profissionais do ramo, que veem este dilema como uma oportunidade para se sobressaíram no dia de amanhã, antecipando as suas estratégias para assim, ganhar espaço e destaque dentro do mercado.

Com isto em mente, elaborámos este artigo especial sobre o tema, em que discutimos a importância de se ser pioneiro a nível tecnológico, apresentando os principais tipos de tendência para o sector automóvel. Portanto, não fique de fora desta discussão, acomode-se na cadeira e embarque nesta leitura!

A importância de ser pioneiro no mercado automóvel

Quem faz primeiro, lidera — eis uma verdade absoluta neste setor, aplicável para concessionários, lojas e demais indústrias inerentes a este mercado. Dizemo-lo porque esta é uma realidade que se repete todos os anos.

As 7 principais tendências para o setor automóvel nos próximos anos

Agora, vamos às tendências! Como perceberá abaixo, todas elas são justificadas por algum fundamento económico, tecnológico, político ou mercadológico. Sendo assim, todas estas expectativas estão baseadas na realidade da vanguarda de mercados, como o norte-americano e o europeu. Veja!

1. Sustentabilidade

Este é um fator que tomará conta da indústria, sendo determinante na tarefa de reduzir a emissão de gases poluentes. Na base deste tema, o segmento automóvel será conquistado por veículos cada vez mais ecologicamente sustentáveis, com opções que substituam os combustíveis fósseis por alternativas limpas e renováveis, como etanol, biodiesel e afins.

2. Segurança

Assim como a sustentabilidade, a segurança é uma bandeira de solução preventiva, visando proteger a integridade das atuais e futuras gerações no volante. Com isto em mente, governos tornarão os requisitos mínimos de segurança cada vez mais rigorosos, fazendo com que veículos populares sejam equipados com soluções de travões automáticos, controlo eletrónico de tração e estabilidade, airbags de cortina e muito mais.

3. Digitalização

Já aqui, temos uma tendência que se foca no próprio comércio de carros, e não nos modelos em si — ainda que os veículos tenham cada vez mais telas e soluções digitais para a comodidade dos ocupantes. Os vendedores serão fortemente impactados com esta oportunidade, com a popularização dos concessionários digitais.

Aqui, falamos de estabelecimentos inteiros compostos por ecrãs responsivos ao toque, com poucos funcionários e nenhum modelo em exposição. A missão é reduzir o custo operacional, que seria gasto com vendedores e salas comerciais, trocando a experiência tradicional de compra por uma experiência mais virtual e objetiva, em que o cliente entra, escolhe, compra e sai.

4. Eletrificação

Abraçada à sustentabilidade, a eletrificação dos carros ainda encontra algumas barreiras. Apesar da tecnologia revolucionar a experiência e o mercado automóvel, é importante lembrar que é bastante dependente da infraestrutura física e económica do mercado local.

A começar pelas redes de carregamento, que precisam de estar bem distribuídas pelo país, tanto em auto estradas como em circuitos urbanos, garantindo a autonomia destes veículos. Num segundo momento, existe o fator económico.

Em países como Canadá, Alemanha e Estados Unidos já existem grandes isenções tributárias na compra destes modelos, incentivando a transição tecnológica. No mundo, a Tesla tem revolucionado no tema.

Artigo recomendado: Carros elétricos: vantagens e desvantagens

5. Compartilhar

Aqui, temos uma tendência bastante próxima da realidade. Afinal, a economia compartilhada vem provocar a indústria automóvel tradicional, causando perda de rentabilidade e instigando uma nova posição do mercado. Dizemos isto porque a nova geração é repleta de alternativas à posse de um veículo, sobretudo devido a soluções como Uber, Cabify e afins.

No entanto, o próprio problema pode ser uma solução. Fabricantes de luxo já veem esta tendência a desenhar-se no horizonte e, para isso, oferecem a possibilidade da compra compartilhada, em que dois ou mais proprietários fragmentam o uso do mesmo veículo dentro de um mês — com um período que depende do tamanho da sua participação na compra.

6. Automação

Passemos para as tendências realmente revolucionárias, sobretudo quando combinadas às anteriores. A automação veicular retira o motorista da equação, principalmente quando pensamos na Automação de nível 5. No entanto, ainda não há nenhum veículo no mercado com essa capacidade. No mercado global, Tesla e Volvo lideram no tema.

7. Conectividade

Por fim, temos a tendência mais futurista de todas. A conectividade aqui vai muito além da implementação de um chip 4G nos veículos, pois isso apenas traz internet para dentro das cabines, como muitos veículos de luxo já fazem. No entanto, falamos da conectividade da própria frota veicular. Num futuro distante, em que a funcionalidade supera o entusiasmo automóvel, os veículos serão autónomos, elétricos e compartilhados.

Nesse cenário, os acidentes serão reduzidos a zero, já que o emprego maciço de Big Data, Inteligência Artificial, Machine Learning e IoT conseguirá evitar qualquer fatalidade, garantindo que todos os veículos estejam cientes dos movimentos um dos outros, num estado de máxima previsibilidade e adaptação em tempo real.

A jornada das fábricas para o futuro

Chegamos então ao dilema das próprias fábricas. Afinal de contas, como revolucionar num mercado cada vez mais saturado e indiferente para as novas gerações? Como despertar o desejo do consumo em torno de um bem de propriedade, que exige recursos e cuidados na sua manutenção?

Este é o dilema da nova era de mercado, que tem pela frente os 50 anos mais imprevisíveis de toda a história do automobilismo. Na nossa opinião, cabe às marcas mergulharem na mais profunda reflexão, estudando o setor com alto nível de detalhe e sobretudo, convidando novas mentes para esta discussão.

Gostou deste post onde descrevemos os principais tipos de tendência para o setor automóvel? Então não perca a oportunidade de promover este debate entre os seus colegas de profissão, compartilhando esse conteúdo nas suas redes sociais!

 

Tópicos relacionados:
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h