standvirtual.com O Nº 1 em Carros Vender Veículo

Conheça 6 dicas para cuidar do turbo do carro

Dicas para cuidar do turbo do carro

Conheça 6 dicas para cuidar do turbo do carro e prolongue a vida útil do motor. Faça destas recomendações um hábito e mantenha intata a pressão do turbo.

Se pretende prolongar a vida útil do motor do seu veículo de forma eficiente, sugerimos que, primeiramente, compreenda a relevância deste componente e de seguida, tome nota às nossas recomendações para o manter operacional no motor do seu carro.

O desenvolvimento de um turbocompressor foi projectado para assegurar o mesmo tempo útil que um motor. Contudo, o mesmo nem sempre se verifica e muitas das suas causas estão directamente relacionadas com os hábitos e estilos de condução.

Desta forma, é necessário garantir a durabilidade do turbo do carro, através de uma utilização cuidada e responsável.

Avarias acontecem e o turbo do carro não é isento delas. Porém, sempre que uma marca recebe um veículo com problemas e avarias no turbo, imputa, geralmente, as culpas ao utilizador.

Assim sendo, e para que evite as idas ao mecânico e consequentemente, despesas indesejadas, fique a conhecer algumas dicas para cuidar do turbo do carro e obtenha algumas noções sobre como este componente é essencial para a distribuição correta de potência nos motores.

6 Dicas para cuidar do turbo do carro


Dicas para cuidar do turbo do carro como um profissional

De forma sintetizada, o turbo do carro é um elemento mecânico que é adicionado aos motores de combustão interna. Por sua vez, o turbo aproveita os gases de escape para fazer a injecção de oxigénio dentro dos cilindros.

Geralmente, um veículo equipado com turbo, é considerado mais energético e de maior rendimento. Ao mesmo tempo, os consumos acabam por, normalmente, serem mais reduzidos.

Como o turbo é um elemento mecânico que está em contacto com as altas temperaturas dos gases de escape e a grandes rotações devido aos seus componentes internos, é compreensível que esteja sujeito a desgastes fortes provocados pela pressão do turbo.

Em casos de anomalias ou fraca rentabilidade do turbo na distribuição dos gases, a única solução será levar o automóvel a uma oficina especializada. Caso não faça parte das suas pretensões, encarar orçamentos altos em reparações, o melhor mesmo é seguir algumas dicas e recomendações que temos para si.

1 – Deixe o motor aquecer antes do início da condução

Uma das primeiras dicas para cuidar do turbo do carro é evitar as rápidas variações térmicas. São estas que podem condicionar tanto o funcionamento do turbo como de outras peças móveis.

Assim sendo, aguarde que o motor atinja a temperatura ideal antes de iniciar a marcha. É uma dica muito simples, mas que faz toda a diferença, uma vez que os primeiros segundos são bastante preciosos sempre que há ignição do motor a fazer correr o circuito dos gases no seu interior.

Caso tenha obtido uma condução mais vigorosa ou desportivo, outra dica passa por deixar o motor trabalhar por breves segundos antes de o desligar.

2 – Aguarde o aquecimento do motor para acelerar

De acordo com a dica anterior, é também importante que crie outro hábito face à temperatura ideal na utilização do motor a altos regimes.

Desta forma, enquanto sentir que o motor não atingiu esta temperatura, evite ao máximo acelerar ou trocar de velocidades a altas rotações. Muitas das vezes torna-se complicado explicar directamente este raciocínio aos condutores comuns.

Porém, se pensar nesta questão e quiser aplicar num exemplo prático, pense por exemplo no corpo humano antes de se submeter a um esforço físico (ex: correr). De forma a evitar lesões ou rupturas musculares, existe sempre uma preparação inicial para dar aquecimento aos músculos e articulações antes de partir para o momento mais activo e energético da actividade desportiva.

O princípio é exactamente o mesmo com o turbo de um motor, assim como noutros casos dentro da mecânica automóvel. Evite acelerações repentinas quando o motor ainda não tiver atingido a temperatura ideal.

3 – Controle o nível de óleo

Dicas para cuidar do turbo do carro e do oleo

A questão do aquecimento correto do motor, mencionada nas anteriores dicas, está directamente relacionada com o nível do óleo.

Se o óleo do carro estiver frio, será mais viscoso e consistente, pelo que não alcançará com a mesma facilidade todas as zonas do motor. Nestes casos, sendo que o turbo é uma parte extremamente sensível dos carros, devem ser tidos em conta cuidados específicos.

Da mesma forma, outros componentes do carro irão sofrer um défice de lubrificação se a quantidade de óleo existente no carro for insuficiente. Por esta razão, deve evitar conduzir com baixos níveis de óleo.

Note que deve consultar a opinião de um especialista se constatar que o seu veículo está a consumir mais óleo do que o que seria normal.

4 – Fique atento ao depósito de combustível

Outra dica essencial para cuidar do turbo do carro é evitar conduzir com pouco combustível ou com o depósito na reserva. Com pouco combustível, a bomba eléctrica não consegue assegurar o combustível suficiente nas subidas, descidas e curvas.

Ao mesmo tempo, circular com combustível na reserva é um facilitador da acumulação de sujidade no depósito e, consequente, entupimento dos órgãos periféricos, sendo que um desses pode ser o turbo. Assim sendo, considere fazer desta dica outro hábito diário.

5 – Faça manutenções regulares

Como o turbo é um elemento muito sensível relativamente à quantidade do óleo do motor, é crucial que respeite a marca e a viscosidade recomendadas pelo construtor, bem como os intervalos das manutenções.

Se pretende cuidar do turbo do carro, é essencial que não deixe passar o prazo das revisões indicadas pelo construtor. De igual forma, evite conduzir com óleo já muito usado ou velho, pois não protege ou lubrifica correctamente o motor, nem o turbo do carro.

É aconselhável, por isso, que seja vigilante e substitua periodicamente (e por completo) o óleo, ao invés de ir adicionando óleo novo sobre o existente.

6 – Evite desligar o motor de forma rápida

Recorde que a pressão do óleo é essencial para o correto funcionamento do turbo e a mesma é gerida pelo trabalhar do motor.

Como já fora mencionado inicialmente, ao desligar o motor de forma rápida, enquanto o próprio turbo ainda está em esforço, vai aumentar as hipóteses de desgaste. Esta prática frequente conduz a estragos no seu funcionamento a médio/longo prazo.

O aconselhado é que espere aproximadamente 30 segundos para desligar efectivamente o carro. Desta forma, facilitará que as turbinas reduzam as suas rotações e consequentemente, que os lubrificantes baixem gradualmente a temperatura do turbo.

Já nos carros equipados com o sistema Start & Stop, o cuidado é feito pela própria gestão do sistema.

Actualmente, existem alguns modelos cuja gestão do motor é feita de uma forma tão eficaz que o carro apenas se desliga quando o sistema considera que não haverá prejuízo em nenhum dos seus componentes mecânicos.

Contudo, é crucial que se certifique que o motor de cada veículo apenas terá um bom ciclo de vida se todas estas dicas sejam devidamente bem cumpridas e diariamente por parte de cada condutor.

Leia também:

Tópicos relacionados:
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h