standvirtual.com Vender Veículo

Dicas para proteger a pintura do seu carro

Dicas para proteger a pintura do seu carro

Quer seja porque vai vender o carro ou apenas porque gosta de o ver a brilhar, mostramos-lhe algumas dicas para proteger a pintura do seu automóvel.

Não interessa a idade, nem mesmo os azares pelos quais já passou. Um carro pode sair à rua a esbanjar beleza, a começar por um aspeto exterior impecável, com a pintura a revelar extra brilho. Como? É seguir as nossas dicas, tanto para proteger a pintura como para enaltecer o cintilar da cor, seja ela qual for.

Como prevenir a corrosão ou desgastes na pintura

Um carro que “durma” ao relento terá sempre um exterior mais desgastado do que outro que pernoite em garagem. Também um veículo exposto ao sol ou que passe muito tempo junto ao mar acabará por revelar mazelas que vão desde aquilo que muitas vezes se designa por “a cor comida” até mesmo o aparecimento de ferrugem. Afinal, o contacto continuado com a maresia provoca oxidação que vai promovendo a lenta corrosão dos vários componentes que têm ferro na sua composição.

 

Quer vender o seu carro ou procura um carro novo?

 
A solução mais óbvia passa por guardar o automóvel numa garagem fechada ou até mesmo usar uma capa própria – famosa nos idos anos 1970/80, hoje é raro ver os veículos tapados sob um manto cinza. No entanto, a primeira nem sempre é possível e a segunda muitas vezes peca por falta de sentido prático. Além de que, atualmente, as pinturas de fábrica incluem uma potente proteção anticorrosão.

Ainda assim há formas de proteger a pintura: tente estacionar o mais possível à sombra, não deixando o carro sob ramos de árvores (os dejetos das aves irão danificar a pintura), e, caso more muito junto à linha de costa, use um produto próprio – encontra-os à venda em lojas de acessórios ou mesmo na oficina a que vai habitualmente.

Faça da limpeza do seu carro um hábito regular, mas lembre-se de evitar produtos que tenham solvente à base de petróleo na sua composição ou abrasivos. Detergente de loiça não é uma solução para lavar o seu veículo. Depois de lavado, não se esqueça de secar bem, recorrendo a um pano de microfibras.

A importância de uma boa manutenção

Tomou todas as precauções, mas nota que a cor do carro já não está tão viva ou há riscos a precisar de tratamento. Não se martirize. Primeiro, porque é perfeitamente normal – por mais cuidados que se tenha, um raspão numa parede, um toque noutro carro ou uma porta que alguém abriu de forma mais bruta, marcando o seu carro, são cenários mais comuns do que imagina. Depois, porque há forma de minimizar os estragos.

Artigo relacionado: Como disfarçar riscos na pintura do carro

Se for um simples arranhão de uns galhos mais saídos para a estrada, opte por usar um pouco de “polish” diretamente sobre os riscos e puxe o lustro recorrendo a um pano de camurça. Também para riscos mais profundos, que danificaram a pintura sem comprometer a chapa, há solução caseira: lixar a área com uma lixa de grão fino (antes, mergulhe-a em água limpa) com muita suavidade até a superfície ficar baça, aplicar uma massa de polimento e, por fim, uma camada de cera – termine puxando o lustro com um pano de camurça.

Como manter a pintura do carro em bom estado

Mesmo sem riscos nem danos de maior, o seu veículo vai precisar de um cuidado extra se pretender que, mesmo volvidos alguns anos, ele tenha o brilho do dia em que saiu do stand. Para tal, deverá, ocasionalmente (nunca mais do que uma vez por ano; idealmente, de dois em dois anos), polir e encerar o carro – um processo que lhe vai devolver o carisma dos dias em que era novinho em folha.

Para este processo poderá recorrer a uma ajuda profissional, que será sempre melhor e mais rápida, ou aventurar-se numa solução caseira para a qual precisará de cera líquida, pasta abrasiva, um pano de microfibra, polidor composto e algodão.

Artigo relacionado: Lavar o carro corretamente: saiba como fazê-lo

Comece por, com movimentos na horizontal ou vertical (nunca circulares!), colocar cera líquida e espalhar a pasta abrasiva por cima de toda a pintura. Remova o excesso com um pano de microfibras e, de seguida, passe o polidor composto com algodão. No fim, volte a remover o excesso com um pano de microfibras.

Só depois deste processo é que deverá aplicar a cera, que irá funcionar como um protetor solar, evitando assim a descoloração da pintura do carro. Escolha uma cera de boa qualidade, não poupando nos custos, e espalhe-a, com movimentos circulares, por toda a carroçaria. Finalize puxando o lustro com um pano de camurça ou com um de microfibras.

 
Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h