standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

5 erros mais comuns ao comprar um carro usado

comprar um carro usado

Se está a pensar em comprar um carro usado, esteja atento a estas dicas e faça uma compra sensata. Conheça os 5 erros mais comuns ao comprar um carro usado.

Em Portugal, a incidência dos impostos representa practicamente 40% do valor de uma viatura nova, por isso quando se trata de trocar de carro, os portugueses preferem sem dúvida comprar um carro usado.

Um carro novo perde cerca de metade da sua cotação de mercado ao fim de apenas 3 anos e esta enorme desvalorização leva a que as pessoas, na hora de trocar de viatura, optem muitas vezes por comprar carros usados (que na verdade são practicamente novos).

Frequentemente, quando não dominamos um assunto, podemos acabar por cometer erros “básicos”. E quando se trata de carros em segunda mão, fazer a compra certa não é tarefa fácil!…

No entanto, existem algumas dicas prácticas que pode aprender e, da próxima vez que quiser trocar de viatura, já não irá cair em certos erros.

Aprenda, então, quais são os 5 erros mais cometidos ao comprar um carro usado.

Top 5 dos erros mais comuns ao comprar um carro usado


chave de carro na mão

1. Comprar por impulso

Quando se trata de comprar um carro, seja ele novo ou usado, e visto tratar-se de um investimento bastante avolumado, deve sempre ponderar bem sobre a compra que vai fazer.

Primeiro, deve analisar que tipo de veículo precisa, qual o seu orçamento para trocar de carro e, ainda, quais as suas necessidades ou as da sua família.

Depois de escolhido o segmento, não se apaixone pelo primeiro anúncio que vê, só porque gostou da fotografia ou da cor do carro. Continue a pesquisa. Quando se trata de comprar um carro usado, dificilmente o amor à primeira vista é correspondido.

Para facilitar a procura, no Standvirtual, por exemplo, consegue filtrar a pesquisa por cor, ano, tipo de combustível, lotação ou tipo de caixa. Por isso, encontrar o carro ideal para si está apenas à distância de alguns cliques.

2. Não comparar preços

Mesmo que já tenha decidido qual é exactamente o carro que quer, e mesmo que o negócio lhe pareça do outro mundo, compare sempre os preços e pesquise ao pormenor todas as informações sobre carros semelhantes àquele em que está interessado.

Por vezes, existem dois carros practicamente iguais à venda em pontos diferentes do país, mas os preços podem oscilar em várias centenas de euros.

Mais uma vez, a máxima mantém-se: não compre por impulso. Faça uma compra com base numa vasta pesquisa.

3. Não avaliar o negócio

Por vezes, os stands oferecem a opção de entregar um carro para retoma, baixando o valor do carro que pretende comprar.

No entanto, saiba que esta opção nem sempre é vantajosa. Investigue bem o valor do carro que pretende dar para retoma e veja se o valor oferecido por ele é realmente justo.

Quando se fala em avaliar bem o negócio, referimo-nos também a saber tudo ao pormenor sobre a viatura que estamos a considerar.

Prever o mercado automóvel não é uma tarefa fácil, mas avaliar o comportamento (variação de preços) de modelos anteriores, pode ajudar-nos a ter uma ideia de quanto valerá o carro que estamos a comprar daqui a alguns anos.

As marcas lançam versões renovadas de cada modelo a sensivelmente cada 2 anos. Esperar pelo lançamento de uma nova versão é um dos momentos ideais para comprar um carro usado.

Portanto, antes de avançar para a compra de qualquer modelo, investigue se não foi lançado nenhum modelo posterior à versão que pretende comprar. Se ainda não tiver sido lançada nenhuma versão posterior àquela que pondera comprar, então procure saber quando é que será feito o lançamento do novo modelo. Isto poderá fazer com que não perca milhares de euros com a desvalorização na compra de um carro.

4. Não experimentar o carro

Fazer um test drive é a melhor forma de saber se aquele carro é exactamente aquilo que tinha em mente, se é o modelo indicado para si mas, mais importante que tudo, é também uma boa maneira de perceber se o carro está em perfeitas condições para ser vendido.

Sempre que comprar um carro usado deve verificar se o carro tem espaço, se é confortável, qual o estado dos pneus, dos travões e do ar condicionado.

Perca, pelo menos, meia hora a testar o carro e, muito importante, vá com ele à autoestrada. Depois do test drive, peça ao vendedor para ver os documentos referentes à inspecção da viatura.

5. Não pedir opinião a um mecânico

Sempre que compramos um carro que já foi utilizado por alguém que não conhecemos, devemos sempre pedir ajuda a alguém especializado na matéria.

Practicamente todos nós temos um “médico de família” dos nossos carros, por isso peça sempre ao vendedor para levar o carro a um mecânico de sua confiança ou, se possível, peça a um mecânico para o acompanhar ao stand para fazer uma inspecção minuciosa a todos os componentes.

Os mecânicos poderão identificar sinais de desgaste e de ferrugem que poderão passar despercebidos aos seus olhos e evitar assim futuros problemas e dissabores com a sua nova aquisição.

Leia também:

5 erros mais comuns ao comprar um carro usado
2.7 (54.29%) 7 votos
Tópicos relacionados:
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h