standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

Conheça ao pormenor a história da Audi

audi

A marca de Ingolstadt é uma das 3 grandes do segmento premium e uma das grandes referências do automobilismo mundial. Conheça ao pormenor a história da Audi.

Quando falamos da Audi, falamos de luxo, tecnologia e prestígio. Mas nem sempre a marca se pautou por estas máximas e, para sabermos as origens da marca dos 4 anéis, temos que recuar até 1909, ano em que tudo começou.

História da Audi: desde a sua origem


Origem

A famosa marca alemã não nasceu como hoje a conhecemos. A Audi é o resultado da fusão de várias companhias e de várias “zangas” entre sócios, até que por fim, August Horch decidiu tomar as rédeas desta união de marcas e formar, assim, aquela que viria a tornar-se numa das maiores constructoras a nível mundial.

Inicialmente, aquilo que hoje conhecemos como Audi, tinha o nome de Auto Union e era constituída pelas empresas NSU, Wanderer e A. Horch & Cie. Porém, algumas divergências entre Horch e o chefe do departamento de finanças da August Horch & Cie, ditaram o afastamento de Horch da companhia.

Este, posteriormente, fundou a August Horch Automobilwerke GmbH. O seu sucesso enquanto fabricante de automóveis começou a fazer-se sentir e, face a isso, a Auto Union abriu uma disputa com August Horch pela utilização do próprio nome numa outra marca, nome que já estaria patenteado.

Esta disputa teve como desfecho uma imposição para August Horch: alterar o nome da sua nova companhia, por infringir os direitos da marca anterior. Foi então que Horch resolveu o problema do seu próprio nome, utilizando o seu próprio nome.

Confuso?! Horch, em alemão, significa “ouvir”, que traduzido para latim significa “audi”. E, assim, surgiu uma das maiores marcas europeias.

A partir de 1932…

Posteriormente, em 1932, a Audi e a A.Horch & Cie fizeram as “pazes” e, nessa mesma data, surgiu o logótipo da Audi, tal como o conhecemos hoje: as 4 argolas entrelaçadas. Cada uma das argolas simboliza uma das 4 companhias que fizeram parte da história da Audi.

Durante os seus mais de 80 anos de história, a marca de Ingolstadt atingiu vários feitos, desde ter fabricado o primeiro carro a ultrapassar os 430 km/h (Audi Type C), a ter sido pioneira nos “crash tests” que hoje são obrigatórios.

Contudo, há 75 anos eram o único constructor a testar a segurança dos seus veículos; a aplicar o sistema quattro – um sistema pioneiro e mundialmente conhecido de tracção integral que permitiu inúmeros sucessos nas mais prestigiadas corridas de automóveis – ou, até, a arrecadar vitórias dos carros diesel e híbridos na mítica prova das 24h de Le Mans.

Conhecidos os traços gerais da história da Audi, conheça agora 5 modelos que ajudaram a elevar este constructor a um dos mais respeitados e prestigiados a nível mundial.

5 modelos icónicos da história da Audi


1. Audi Quattro

audi quattro em exposição

É provavelmente o carro mais icónico desta marca alemã e o seu nome funde-se muitas vezes com o nome Audi. O Quattro define tudo aquilo que a marca de Ingolstadt representa: motores turbo, perfil desportivo, tracção integral e tecnologia de ponta.

O Audi Quattro não foi apenas um carro projectado para dominar o campeonato mundial de ralis. Na verdade, isso foi apenas uma consequência. Este carro foi projectado para dar o maior prazer de condução possível, tendo sempre em conta que um carro de tracção integral, na vida real e nas estradas, seria sempre mais rápido e mais seguro que um carro com tracção traseira.

2. Audi RS2 Avant

audi rs2 avant

É a “mãe” das carrinhas familiares de performance. A RS2 Avant foi desenhada para ser rápida. Muito rápida. Atingia os 100 km/h em apenas 4.8 segundos, o que na sua altura era mais rápido do que um Ferrari ou um Maserati, carros claramente focados na performance, mas que eram envergonhados por esta carrinha familiar.

A RS2 Avant tinha a particularidade de partilhar vários componentes com os Porsche 911, fruto da parceria entre as duas marcas. O próprio motor era um 5 cilindros de 315 cavalos de potência, desenvolvido também pela Porsche. Foram produzidos menos de 3000 exemplares desta carrinha, o que a torna num dos mais exclusivos e apetecidos modelos da Audi de todos os tempos.

3. Audi RS6

audi rs6 em exposição

Este modelo da Audi RS6 foi a carrinha mais potente Audi de sempre a ser produzida. Era movida por um potentíssimo motor V10 de 572 cavalos de potência e 650Nm de binário.

A RS6 é uma verdadeira “sleeper”, isto é, é um daqueles carros que, para quem não conhece, passa totalmente despercebido. Todavia, quem o conduz sabe exactamente aquilo com que pode contar. A distribuição de potência 40/60 (sendo os 60% de potência enviados para as rodas traseiras) permitiam uma condução desportiva mantendo sempre a sensação de total controlo sobre a viatura.

O desportivismo associado à praticabilidade deste carro fizeram-no (e fazem ainda) numa receita de enorme sucesso e um dos carros de performance mais vendidos de sempre, desta mítica marca alemã.

4. Audi R8

audi r8 em exposição

Prazer de condução fantástico, performances de se lhe tirar o chapéu e uma aparência de fazer parar o tráfego. Assim se define o Audi R8.

Este é, simultaneamente, um super-carro em toda a ascensão da palavra mas, ao mesmo tempo, um desportivo que pode usar no dia-a-dia (ou não houvesse registo de exemplares do Audi R8 a terem ultrapassado os 500.000km).

Com uma qualidade de construcção soberba e fiabilidade alemã, este carro podia ser equipado com um motor V8 ou um motor V10, ambos acelerando dos 0 aos 100km/h em menos de 4.5 segundos e atingindo mais de 300km/h de velocidade máxima.

Hoje em dia, o R8 continua a ser a jóia da coroa da frota da Audi e o seu motor V10 continua a ser um dos mais apreciados pelos amantes do automobilismo.

5. Audi A4

audi a4 em exposição

Talvez este Audi não tenha a espectacularidade dos modelos anteriormente apresentados, mas o  Audi A4 lançado em 1996 foi um modelo verdadeiramente revolucionário para a marca germânica.

Desde meados do século XX que a luta entre Audi, Mercedes e BMW estava bastante equivalente mas, com o lançamento deste modelo, a Audi conseguiu subir a parada e ganhar uma clara vantagem no segmento D, em relação às suas duas competidoras directas.

Esta geração do Audi A4 tinha um visual bastante dinâmico, motores bastante potentes, uma conducção desportiva e confortável ao mesmo tempo e, sobretudo, o habitáculo mais confortável e mais desenvolvido tecnologicamente do segmento.

O sucesso deste modelo no continente Europeu, mas sobretudo no continente Americano, catapultou as vendas da Audi e a sua história revela que este carro é um dos mais fiáveis e robustos da história, havendo ainda milhares de exemplares em circulação nas estradas portuguesas.

Leia também:

Conheça ao pormenor a história da Audi
Gostou deste artigo?
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h