standvirtual.com Vender Veículo

Como ler as indicações dos pneus do carro

Como ler as indicações pneus carro

Os pneus são, muitas vezes, os componentes mais negligenciados do automóvel. No entanto, apesar de não fazerem parte do veículo, constituem os elementos mais relevantes por um motivo óbvio: são o único ponto de contacto com o solo. Além disso, os pneus têm impacto direto em muitos aspetos: consumos, performance, segurança…

Por tudo o descrito acima, importa saber que pneus mais se adequam ao veículo que conduzimos. No que diz respeito a medidas, deverá seguir as homologadas e descritas no Documento Único do Veículo ou no Livrete, sob pena de ver o carro chumbar numa inspeção periódica ou mesmo de ter de pagar uma multa por as características do veículo não se adequarem às registadas legalmente.

Artigo relacionado: Inspeção automóvel: o que pode levar o seu carro a chumbar

Mas, não é apenas a medida-base – ou seja, largura, relação em percentagem entre a largura e altura da parede e raio da jante – que interessa. Para encontrar o pneu ideal interessa saber o que significa cada número e letra.

Qual a medida do pneu?

Comece-se pelo que domina mais rapidamente uma conversa sobre pneus: a medida dos mesmos, que surge neste registo. Tome-se como exemplo 205/55 R 16 – o 205 corresponde à largura do pneu em milímetros; o segundo é a relação em percentagem entre a largura e altura da parede (55% da largura no caso); o R significa que a construção interna do pneu é radial, ou seja, os cabos têxteis da carcaça atravessam o pneu de uma pega à outra; e o 16 é a altura da jante em polegadas.

Logo a seguir a estes indicadores, surge um número, de 65 a 124, que representa a carga máxima, em quilos, que o pneu pode suportar em segurança (se o número indicado for 95, isso quer dizer que cada pneu suporta 690 quilos). Este número deve ser lido em conjunto com a letra que se segue e que representa a velocidade máxima de certificação do pneu para poder suportar a carga máxima do número anterior com toda a segurança.

Características especiais dos pneus

As características especiais dos pneus, se as houver, também poderão ser avaliadas pelos símbolos expostos. Por exemplo, se for um pneu habilitado para lama e neve traz visível o código M+S (ou M.S, ou ainda M&S).

No entanto, será a existência de um desenho a seguir às letras que irá garantir a segurança do pneu em pisos com aquelas características: o chamado símbolo alpino caracteriza-se por uma montanha com três picos e um floco de neve no seu interior e responde ao código 3PMSF.

Artigo relacionado: Como escolher os pneus ideais para o seu carro

Este código entrou em vigor em Novembro de 2012, ao abrigo do Regulamento da UE 661/2009 sobre a Segurança dos Veículos a Motor, e só pode ser utilizado se um pneu passar um desempenho mínimo exigido na neve.

De onde vem?

 As origens do pneu também vêm inscritas na sua parede. Incluídas estão o país de onde é proveniente, o código do fabricante, da dimensão e a data de construção – a saber vem no registo número da semana e ano. Ou seja, se se ler 2318, o pneu foi construído na semana 23, que corresponde ao período de inícios de junho, do ano 2018.

Esta última informação é de especial importância na altura da compra: um pneu novo construído há muito tempo poderá ter defeitos ocultos.

 

Vai mudar os pneus do seu carro? Faça uma pesquisa no Standvirtual.

 
E, já que estamos a falar do momento de aquisição, interessa prestar atenção à etiqueta: é nesta que se encontra eficiência energética (Fuel Efficiency), com base na resistência ao rolamento; a segurança (Safety), com base nas distâncias de travagem em molhado; e o ruído externo de rolamento (Noise), representado através de uma a três ondas.

 
Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h