standvirtual.com O Nº 1 em Carros Vender Veículo

Os 7 melhores carros dos anos 80

melhores carros dos anos 80

Em conversa de café, é comum entre os petrolheads fazer listas dos melhores carros. Este artigo vem levantar mais um debate, e apresentamos aqueles que são para nós os melhores carros dos anos 80.

Seleccionar 7 automóveis no meio de um leque “interminável”, na nossa opinião, é uma missão “ingrata”, difícil e que suscitará sempre opiniões controversas.

A missão torna-se complicada porque há sempre outros 2 ou 3 modelos que poderíamos incluir na nossa escolha. Mas, se fossemos adicionando esses modelos, o top iria sempre crescendo.

Assim, para ajudar a reduzir o leque de possibilidades, utilizamos critérios para a sua selecção, tais como: importância na história automobilística, unidades vendidas, exclusividade do modelo, características inovadoras e a marca.

Os melhores carros dos anos 80: 7 modelos emblemáticos


1. Porsche 944 Turbo

Porsche 944 Turbo

O Porsche 944 Turbo divide as opiniões dos amantes da marca. Alguns quase que nem o “consideram” um Porsche. Isto deve-se ao facto do motor estar posicionado na dianteira, ao invés de estar colocado na traseira, como é “regra” da marca.

No entanto, com a colocação do motor à frente, a Porsche encontrou o equilíbrio “perfeito” no 944, porque o seu sistema de tracção é traseiro. Como tal, há uma distribuição do peso o que garante uma maior fluidez de condução desta beldade alemã.

O seu design super desportivo e agressivo colocava-o na ribalta. Onde quer que este carro passasse, atraía todas as atenções.

Mas esta máquina tem muito mais para oferecer do que estética, e foram produzidas 3 versões deste modelo: 944, 944 Turbo Coupé (também conhecido como 951), e ainda o 944 S2.

Voltando à versão base, o 944 estava equipado com um motor de 2500 cc, com 4 cilindros e refrigeração líquida.

O motor produzia 163 cv de potência máxima. A sua velocidade máxima registada foi de 254 km/h, e atingia os 100 km/h em menos de 10 segundos.

Anos após o seu lançamento, ele continua a ser a escolha de muitos coleccionadores e até de pilotos profissionais.

2. Lancia Delta Integrale

Lancia Delta Integrale

Nos anos 80 houve uma enorme lista de carros que foram criados apenas para atender às exigências de homologação da competição no automobilismo.

A necessidade de criar carros para o quotidiano, apenas para cumprir os requisitos para as marcas poderem competir, levou à produção de carros de elevada qualidade.

O Lancia Delta Integrale é um desses casos. A sua produção teve início em 1979 e durou até 1999. Mas, o que faz do Delta Integrale um dos melhores carros dos anos 80?

Este carro familiar era claramente inspirado na sua versão de rally, e contava com tracção integral, um motor a gasolina com turbo de 2 L, 4 cilindros dispostos em linha e uma caixa manual de 5 velocidades.

Todas estas características faziam com que este carro atingisse a velocidade máxima de 216 km/h. O Delta Integrale foi um êxito fora e dentro das pistas. E os número confirmam isso, já que conquistou 6 títulos consecutivos no WRC, entre 1987 e 1992.

3. Mercedes 190D

Mercedes 190 D

Quase todos conhecem o Mercedes 190D. Foi lançado em 1982 e imediatamente se tornou um sucesso. Na totalidade, foram quase vendidos mais de 2 milhões de exemplares.

Em Portugal, o 190D foi a escolha de muitos taxistas de norte a sul do país. Dentro da comunidade de taxistas e até mesmo dos apaixonados por automóveis, quase todos já ouviram testemunhos da incrível fiabilidade deste carro, e de vários modelos que ultrapassaram sem quaisquer anomalias a marca de 1 milhão de quilómetros.

Prova desta fiabilidade é a quantidade de carros deste modelo com os quais ainda nos cruzamos diariamente.

4. Audi Quattro

Audi Quattro

Os aficionados da Audi, ou das corridas de rally, certamente conhecem o poder desta pérola. O Audi Quattro mais potente conta com um motor a gasolina de 2200 cc e 5 cilindros em linha, que geram 197 cv de potência,e uma velocidade máxima de 222 km/h.

Está a pensar como é que um carro dos anos 80, com um motor 2L e 5 cilindros era tão rápido? Como é que não era necessário um motor V8 ou V12? A explicação é simples, e deve-se ao sistema de tracção utilizado. O Audi Quattro conta com tracção integral (4×4), daí o seu nome ser Audi Quattro.

Devido às características únicas do modelo para a época, foi desenvolvido uma versão especial para rally: Audi Quattro Rally.

Esta versão foi adaptada para as corridas e contava com características ainda mais “potentes”. Como tal, chegou mesmo a ganhar vários títulos.

5. BMW M3 E30 

M3 E30

Há muito para dizer sobre um dos maiores sucessos da BMW.

Começando pelos números, sabe-se que foram vendidos mais de 2 milhões de exemplares durante a sua comercialização.

O seu sucesso inicial levou à produção de várias carroçarias: 2 portas sedan, 2 portas descapotável, 4 portas sedan e 5 portas carrinha.

Para equipar as várias versões foram disponibilizados 4 motores: 3 a gasolina e 1 a diesel. Estavam disponíveis motores de 4 ou 6 cilindros, que podiam ser equipados com caixa manual ou automática.

O E30 dos anos 80 foi o primeiro série 3 a receber tracção integral. Tal como o Audi Quattro, o E30 também teve um modelo próprio e bem sucedido para corridas, o E30 M3.

O design foi outro factor que contribuiu para sucesso do E30 nas vendas, e para a presença no top dos melhores carros dos anos 80, em várias publicações e revistas.

As suas linhas quadradas, bastante utilizadas na época, o estilo mais baixo e desportivo, derreteram, e continuam a derreter, o coração dos fiéis à marca.

6. Ferrari Testarossa

Ferrari Testarossa

Presentes em qualquer carro da Ferrari, o charme e a beleza também são comuns ao Testarossa. O seu nome Testarossa (cabeça vermelha), é proveniente da pintura vermelha das tampas das válvulas.

O Testarossa utiliza um motor 5 L com 12 cilindros, que produzem 390 cavalos de potência.

O superdesportivo da Ferrari vai dos 0 aos 100 km/h em apenas 5,8 segundos, e dos 0 a 160 km/h em apenas 11,4 segundos. No que diz respeito à velocidade máxima, o desportivo italiano atinge velocidades próximas dos 290 km/h.

Os atributos descritos anteriormente, em conjunto com o design desportivo e arrojado, bem como o status que a marca providencia, fez do Testarossa um automóvel desejado por diversas celebridades, tais como Michael Jordan e Mike Tyson.

7. Ferrari F40

Ferrari F40

Este é um dos melhores carros do mundo, se não mesmo o melhor. Foi o último carro que Ferrari Enzo, fundador da marca, aprovou em vida, e foi também o primeiro carro a atingir os 320km/h, tudo isto sem quaisquer ajudas eletrónicas, isto é, sem ABS, sem airbags, sem controlo de tração, sem direção assistida.

Este carro tem a ligação perfeita entre o homem e a máquina e, talvez por isso (e por ser extremamente bonito), seja considerado um dos melhores carros dos anos 80, e para muitos, 0 melhor carro de sempre.

Leia também:

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h