standvirtual.com Vender Veículo

Quais os melhores sistemas antirroubo para automóvel?

Sistemas antirroubo automo?vel

As estatísticas revelam que os furtos e os assaltos a automóveis são mais frequentes durante as férias, quando é normal que os proprietários abandonem as rotinas de todos os dias e ainda, sem querer, relaxem alguns cuidados. Mas mesmo noutras alturas do ano, é importante que continue sem facilitar a tarefa dos criminosos, protegendo-se contra visitas indesejadas. Se possível, dificultando-as.

Além de seguir à risca todas as recomendações sobre prevenção contra furtos e roubos, não deixando objetos de valor ou os documentos no interior das viaturas, fechando janelas e retirando as chaves da ignição, mesmo quando sai apenas para comprar o jornal, ou evitando locais isolados para estacionar, pode equipar o seu automóvel com aparelhos que permitem reduzir as probabilidades de o seu carro ser assaltado ou mesmo roubado.

Embora nenhum sistema de alarme seja capaz de impedir todos os roubos, ameaças a veículos e arrombamentos, existem vários equipamentos, disponíveis no comércio de componentes para automóvel ou nos pontos de venda dos concessionários autorizados das marcas e de empresas especialistas em alarmes, para proteger o veículo, dos quais se destacam dois sistemas de segurança: os alarmes perimétricos (movimento) e os sistemas de deteção.

Aposte num bom alarme para o seu automóvel

Um bom alarme automóvel dispara quando alguém ou algum objeto invade ou apenas embate na viatura. Os melhores sistemas são aqueles que dispõem de sensores nas portas, nos vidros e no capot. Os mais modernos (e caros), ao serem ativados impedem ainda que o veículo inicie a marcha, imobilizando o motor. Os sistemas mais tradicionais têm, sobretudo, um efeito dissuasor, uma vez que cada vez mais os assaltantes sabem como os desativar em questão de segundos.

 

Veja todos os alarmes antirroubo disponíveis no Standvirtual

 
Além dos alarmes, existem os sistemas de deteção por GPS. Estes dispositivos não impedem o roubo de um automóvel, mas permitem detetar a sua localização. À semelhança dos sistemas de navegação, funcionam através de coordenadas que indicam onde o carro se encontra em tempo real. De acordo com as autoridades é o método mais eficaz para tentar recuperar o veículo ainda incólume. É um sistema bastante mais caro do que qualquer dispositivo de alarme acústico e luminoso tradicionais, mas é muito útil quando o carro é roubado, por exemplo, com recurso a reboque, uma prática cada vez mais comum. O preço ultrapassa os 300€.

Alternativas mais em conta para proteger o seu carro

Muitas vezes os assaltantes procuram apenas o que se encontra dentro do veículo, mas outras vezes é o próprio carro que é cobiçado, independentemente do seu valor ou idade. E só porque o valor comercial de um usado com vários anos é inferior, não irá certamente descurar a sua proteção. Nestes casos, em que não fará sentido investir num sistema de segurança que possa valer tanto ou mais do que o próprio automóvel, os dispositivos mecânicos são a melhor opção. São mais baratos e podem ser instalados de forma muito fácil e rápida.

Barras bloqueadoras do volante

Um clássico! Provavelmente, o sistema mais utilizado para dissuadir uma eventual investida dos amigos do alheio. Trata-se de uma simples barra de metal que dispõe de uma tranca do tipo cadeado, com chave ou código, e que se aplica no volante e nos pedais. Este dispositivo foi pensado para bloquear os movimentos do volante, tornando a condução impossível. Nas oficinas e lojas de acessórios para automóveis encontra-as com boa qualidade a preços que rondam os 30€.

Bloqueador de travão de mão e seletor da caixa

Uma variante do bloqueador de volante, mas desenhado para se colocar no travão de mão e bloqueando o seletor da caixa de velocidades, impedindo que o ladrão no interior do carro consiga destravá-lo ou engrenar mudanças. Não serve para automóveis mais modernos, equipados com travão de parque elétrico.

Bloqueador de rodas

O sistema que é usado pelas autoridades para bloquear uma roda de alguma viatura estacionada de forma irregular, também pode ser usado no seu carro para prevenir o roubo da viatura. É adaptado às medidas exatas dos pneus e jantes e está disponível por preços que rondam os 50€, variando de acordo com a qualidade do dispositivo.

Corta corrente

Simples e eficaz. Instalando no carro, este dispositivo liga e desliga a corrente e impede que arranque. Pode colocar-se um ou vários corta correntes no mesmo veículo. Recomenda-se que o corta correntes esteja sempre oculto para que os assaltantes não o encontrem. De acordo com os especialistas, é o sistema de segurança mais recomendável de todos.

Os novos desafios da eletrónica

Na era digital, há uma nova vaga de ladrões de automóveis que são cada vez mais piratas informáticos bem apetrechados para encontrar falhas de segurança nos sistemas eletrónicos que equipam os automóveis modernos, nomeadamente com esquemas que possibilitam a captura do sinal do controlo remoto da chave. Respondendo ao fenómeno, fabricantes como a Ford estão já a trabalhar no sentido de dificultar este tipo de práticas criminosas. A marca da oval azul anunciou que já tem disponível para os modelos Focus e Fiesta um sistema que impede a deteção pelos amplificadores de sinal, recorrendo a um sensor de movimento que permite que a chave deixe automaticamente de emitir sinal sempre que fica imóvel durante 40 segundos. O que reduz muito as probabilidades dos dados do sistema ‘keyless’ serem pirateados. As referidas chaves com esta espécie de sistema ‘sleeping mode’ podem ser adquiridas nos concessionários da marca, por preços que rondam os 100€.

 
Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h