standvirtual.com Vender Veículo

Motor fraco: 10 problemas comuns

Motor fraco 10 problemas comuns

Ponto prévio: a melhor forma de garantir que o motor do seu carro não fica fraco, é fazer uma manutenção correta e atempada. Contudo, independente do modelo, da marca do seu automóvel e de todos os cuidados recomendados pelo fabricante, o motor de um automóvel não melhora com o uso. Ao contrário, se é proprietário de um automóvel já com uns aninhos, talvez já tenha sentido que, em determinados momentos da condução, a mecânica já não responde com o mesmo vigor dos tempos de juventude.

São os primeiros sinais de fraqueza que deve aprender a identificar, para antecipar eventuais problemas e evitar entrar em pânico sempre que sente algo de anormal.

10 problemas que podem tirar força ao motor do seu carro

1. Filtro de ar sujo

O filtro de ar é o componente que, como o próprio nome indica, filtra o ar que vai entrar no motor para proporcionar a queima do combustível. Tendo em conta que, dependendo do tipo de estrada em que se circula, o ar contém entre 1 a 30 mg/m3 de pó e que um motor de pequena cilindrada aspira cerca de 3000 litros de ar/minuto, o total de pó a entrar no motor seria aproximadamente de 10 gramas/hora. Com estes dados, é fácil compreender por que motivo o mau estado deste componente vai prejudicar o funcionamento do carro. Se o filtro estiver demasiado velho e muito sujo, o carro não vai receber a quantidade de ar necessária ou ideal. Neste caso, não só a combustão será pobre, mas também o rendimento do motor baixará e o consumo será mais elevado.

2. Escape roto

Para o correto funcionamento do motor, o sistema de escape é tão importante quanto o de admissão. Como o motor necessita de aspirar ar, também tem de expelir rápida e eficazmente os gases resultantes da combustão, sob pena de não haver espaço para a entrada de novo ar limpo. Com o tempo e a utilização, tanto os tubos como a panela de escape vão sofrer de corrosão e acumular carvão, afetando o fluxo normal dos gases. Verifique se o sistema se encontra entupido ou se as ligações estão bem apertadas. Sistemas de escape rotos ou danificados podem também influenciar as performances de um carro.

 

Procura peças específicas? Consulte a seção de peças do Standvirtual.

 
3. Cabo do acelerador estragado

O cabo do acelerador pode ser uma das causas de um motor fraco, caso este perca tensão. Quando isto acontece, deixamos de conseguir abrir o acelerador na totalidade, o que irá fazer com que o ar que chega ao motor não seja em quantidade suficiente.

4. Injetores entupidos

Com as temperaturas a que são sujeitos, a má qualidade dos combustíveis utilizados e a ausência de cuidados de limpeza, os injetores acabam por entupir com resíduos, deixando de criar uma mistura de ar/combustível equilibrada e provocando uma combustão deficiente que leva o motor a ficar mais fraco. Evite andar com o carro na reserva e escolha combustíveis de qualidade.

5. Bomba de combustível em mau funcionamento

O coração do carro. Este componente bombeia o combustível até ao motor. E se o seu funcionar for irregular, o motor deixa de ter combustível nas quantidades necessárias, originando perdas de potência. Este é um problema mais fácil de identificar em subidas, nas acelerações fortes e nas velocidades mais altas em autoestrada.

6. Segmentos danificados

Segmentos danificados deixam de conseguir impedir a fuga de gases de escape pelo pistão e correspondente cilindro, reduzindo a força da compressão ou da explosão da mistura. Ameaçada a estanquidade do cilindro durante o movimento do pistão, pode reduzir-se a taxa de compressão durante o movimento ascendente do pistão, originando perda de potência. A substituição dos segmentos é uma operação dispendiosa.

7. Válvulas de admissão sujas

Com o passar do tempo, as válvulas de admissão podem acumular depósitos de carvão que vão impedir o seu correto funcionamento. Em casos extremas, a sujidade irá mesmo impedir que as válvulas fechem na totalidade durante a fase de compressão, libertando ar e reduzindo a taxa de compressão, o que chega para explicar uma eventual perda de potência.

 

Vai trocar de carro? Faça uma pesquisa no Standvirtual

 
8. Velas sujas ou velhas

Como tantos outros componentes do motor, o perigo relativamente às velas é também a criação de depósitos. Neste caso, os sintomas mais frequentes são as ignições inconstantes e até falhas na ignição por inteiro. Manter as velas limpas, cumprindo o programa de manutenção, evitará males maiores.

9. Temperatura elevada

E se for do tempo quente? Muitos condutores reportam que sentem o motor do seu carro mais fraco em dias de muito calor. E os especialistas confirmam que as temperaturas elevadas afetam os materiais que compõem as várias peças do carro e o seu desempenho. O motor, por exemplo, perde potência com o calor, já que os elementos do ar expandem. Os cilindros do motor consomem o mesmo volume de ar, mas contendo menos oxigénio. Com menos oxigénio, a mistura é mais pobre e o movimento mais lento.

10. Ar condicionado ligado

Mais um sintoma que não é motivo para alarme. O que acontece quando ligamos o ar condicionado é que acionamos um compressor que vai solicitar alguma energia ao motor do automóvel. E, por essa razão, nas motorizações com menor rendimento, poderá sentir uma ligeira perda de potência.

 
Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h