standvirtual.com Vender Veículo

Novas matrículas automóveis: o que mudou?

Novas matrículas automóveis

A nova série de matrículas automóveis iniciou um novo modelo de numeração, fruto de o anterior ter chegado ao fim (a chapa 99-ZZ-99 foi colocada num veículo elétrico à semelhança da segunda – a primeira ficou de recordação – da nova leva).

A primeira matrícula com destino ao público da nova fornada foi registada no início de março deste ano e a forma apresentada passou a ser inversa ao que se tinha anteriormente: da ordem números, letras e números passámos a ter letras, números e letras.

Mas não foi apenas o modelo de numeração que mudou. Várias outras alterações foram introduzidas, nomeadamente a exclusão dos tracinhos a separar os códigos alfanuméricos e, importante, a ausência do ano e do mês da primeira matrícula do veículo.

Novas matrículas, novas regras

Segundo o Instituto da Mobilidade e dos Transportes, a exclusão do ano e do mês da primeira matrícula justifica-se por estes não serem “elementos relevantes para a sua identificação”. Além do mais, o IMT sublinhou que, atualmente, Portugal era “o único país dos 28 Estados-membros da União Europeia que apresentava estes elementos na respetiva chapa de matrícula”.

E é muito provável que o desaparecimento do ano e do mês da primeira matrícula na chapa exibida esteja na origem da vontade de quem tem matrículas com a ordem antiga – números, letras, números – optar por colocar uma com a nova forma. Ou seja, mantém-se a ordem, mas desaparecem os tracinhos e os elementos atrás referidos.

É que, em alguns países, a referência à data da primeira matrícula era muitas vezes confundida com uma espécie de data de validade da mesma, o que, acabando por se resolver, não deixava de representar dores de cabeça e tempo perdido a explicar e a mostrar o que era exatamente aquela data sempre que as autoridades mandavam parar.

Ou seja, se é comum ir de carro ao estrangeiro, mudar para o novo formato poderá revelar-se uma boa decisão.

Como trocar a chapa de matrícula?

Ao contrário do que se chegou a supor, trocar a chapa de matrícula é fácil, rápido e, acima de tudo, não carece de nenhuma autorização especial.

Quem optar por o fazer bastará dirigir-se a qualquer loja que faça matrículas e levar consigo o Documento Único Automóvel – DUA ou o livrete do automóvel, assim como o Cartão do Cidadão do proprietário.

Naturalmente, não bastará trocar uma chapa, sendo obrigatória a alteração de ambas, tanto a da frente como a colocada na traseira. O custo oscila de loja para loja, mas deverá andar em torno dos 20€, com montagem incluída.

Mas atenção: em muitos locais, as impressoras podem ainda não ter sido atualizadas e o resultado não ser o desejado; o melhor será confirmar antes de fazer a encomenda.

 
Vai trocar as matrículas do seu carro? Veja onde mandar fazer umas novas

 
E vou ter de voltar a mudar de matrícula?

É muito pouco provável que isso aconteça. O decreto-lei que descreve o novo formato de matrículas já prevê que a numeração seja composta por três algarismos, o que permite estimar que esta nova sequência admita 28 milhões de combinações, permitindo uma vida útil de entre 45 e quase 80 anos.

De referir ainda que a alteração não pressupõe atualização do DUA ou do livrete.

Dimensões legais das novas matrículas

Basta um olhar mais atento para perceber que nem todas as novas matrículas apresentam o mesmo distanciamento entre as letras e números, tornando-se até difícil, por vezes, fazer uma leitura correta.

Se vai trocar a matrícula do seu carro e não quer ser multado, conheça as dimensões legais definidas no Decreto-Lei nº 54/2005, de 3 de março.

Dimensões e regras novas matrículas automóveis

Casos especiais

Nem todas as combinações vão ver a luz do dia uma vez que a leitura das letras pode dar origem a palavras consideradas obscenas ou de interpretação dúbia.

Além disso, haverá formulações específicas para as Forças Armadas (a Marinha utiliza a sequência AP-00-00; a Força Aérea, AM-00-00; e o Exército, MX-00-00) e para a Guarda Nacional Republicana (GNR x-0000).

Outros casos especiais incluem veículos utilizados para funcionários em missões internacionais ou para diplomatas.


Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h