standvirtual.com Vender Veículo

Pneus Run Flat: o que são e como funcionam

Pneus Run Flat como funcionam

Os riscos de mudar um pneu começam em estradas desertas, em que a qualquer altura se pode ser abordado por alguém menos bem-intencionado, mas continuam em estradas movimentadas: numa autoestrada opte sempre por sair do carro, proteger-se para lá dos rails de segurança e chamar assistência (ser atropelado enquanto se muda um pneu não é um cenário inusitado). Foi a pensar em todos estes condutores e em todos estes casos que surgiram os pneus Run Flat.

Os pneus Run Flat, ou de rodagem em vazio, distinguem-se dos restantes por terem paredes reforçadas. Estas fazem toda a diferença já que permitem, em caso de perda total de pressão, seja por um furo ou outro dano, continuar a viagem por mais 80 quilómetros a um máximo de 80 km/h. É que as tais paredes reforçadas de um pneu Run Flat são capazes de suportar o peso do veículo, que pode chegar sem problemas a um local onde o pneu possa ser reparado ou substituído. E esta decisão vai depender do dano no pneu, mas também da distância percorrida após o incidente – quanto mais andar maior será a probabilidade de o peso do veículo causar malformações às paredes do pneu que não serão solucionáveis.

E é aqui que reside a maior diferença dos restantes pneus – nestes o que suporta o peso do automóvel é o ar, sob pressão, que se encontra preso entre as paredes. Por isso é que, quando o pneu perde ar subitamente, o mesmo salta da jante, sendo cortado pela mesma.

 

Procura pneus para o seu carro? Faça uma Pesquisa no Standvirtual

 
Soluções para um pneu furado

Há, claro, outras soluções para um pneu furado, a começar por mudar o mesmo. No entanto, mesmo que tudo corra bem com a troca do mesmo, a maioria dos carros oferece um pneu que suportará apenas uma curta distância.

Depois, há o kit de reparação. Mas este apenas se revela uma solução quando o que está em causa são pequenos furos; rasgões mais pronunciados não se resolverão com a espuma. Além disso, no fim, ter-se-á de comprar um novo pneu e ainda um novo kit…

Artigo relacionado: Como reparar um pneu furado com um kit de emergência?

Por fim, os pneus auto-selantes dispõem de uma camada de borracha líquida sob a banda de rodagem, que, em contacto com o ar, endurece instantaneamente, vedando o furo. Um senão: apenas serve para furos na banda de rodagem do pneu, não sendo válido para os danos nas paredes.

Pneus Run Flat: mais práticos, mas também mais caros

Com todas as vantagens apontadas parece estranho que os pneus Run Flat não equipem de série todos os automóveis. No entanto, nem todos os veículos chegam com o chassi e a suspensão preparados de origem para receber uns Run Flat. É que, devido ao reforço da estrutura, os pneus Run Flat são mais pesados, mais caros e mais rígidos. Estas características tornam, por um lado, o carro mais duro e, por outro, aumentam o consumo de combustível.

Além de um chassis e de uma suspensão preparados, o veículo também deverá incluir um sistema de monitoramento da pressão dos pneus, através do qual é possível ter conhecimento da perda de pressão do Run Flat.

Artigo relacionado: Como escolher os pneus ideais para o seu carro

Não é apenas o consumo de combustível que pesa na carteira de quem escolhe (ou pode escolher pelas características do veículo que possui) uns pneus Run Flat. Os próprios pneus são muito mais caros. Uma despesa que poderá ser compensada se se equacionar que os furos nestes são muito mais raros.

Mas é preciso conhecer todos os inconvenientes e um deles pode passar pela dificuldade em encontrar um pneu de substituição, já que havendo pouca procura também a oferta não abunda, sobretudo em algumas medidas.

 
Leia também:

Como ler as indicações dos pneus

Pneus recauchutados: boa ou má opção?

Saiba como homologar jantes e pneus cumprindo a lei

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h