standvirtual.com Vender Veículo

Pré-instalação de alcoolímetros em automóveis chega em 2022

Alcoolimetros em automoveis chegam em 2022

Em 2019, mais de 22 mil pessoas morreram na sequência de um acidente de viação num país da União Europeia. Estes dados, que de ano para ano, têm vindo a registar melhorias, ainda estão muito aquém do desejável. Por isso, vão sendo introduzidas novas regras quanto ao equipamento de série que a indústria automóvel tem de oferecer nos seus modelos que visam aumentar o nível de segurança dos carros e diminuir o número de sinistros e, sobretudo, de vítimas mortais. Para o próximo ano, esperam-se novidades e uma delas abre a porta a uma alteração da legislação a nível de cada Estado.

A Comissão Europeia aprovou a pré-instalação de um alcoolímetro que, depois de instalado, permitirá impedir que um condutor alcoolizado conduza. A novidade está prevista já para 2022 e, segundo o Conselho Europeu de Segurança em Transportes, pode vir a reduzir acidentes e, consequentemente, a salvar a vida de mais de 25 mil pessoas nos próximos 15 anos. Além disso, há a intenção de, até 2050, reduzir até praticamente zero o número de fatalidades e feridos graves.

Como funciona o alcoolímetro instalado no carro?

Apesar do objetivo ser ambicioso, a solução é simples: o alcoolímetro funciona como uma espécie de bloqueio à ignição, sendo necessário, para acioná-la, soprar devidamente de forma a que o aparelho meça a taxa de alcoolémia, isto é, os gramas de álcool por cada litro de sangue. Caso a máquina detete uma taxa superior ao permitido simplesmente não desbloqueia a ignição e o carro não vai a lado nenhum; caso não detete álcool, autoriza a que o condutor dê à chave ou carregue no botão de ignição.

No entanto, este cenário ainda poderá demorar, já que a pré-instalação não pressupõe a obrigação de tal sistema a funcionar, deixando a Comissão Europeia a cada país a decisão de implementar essa norma ou não.

Vários países já têm um conjunto de regras sobre a utilização dos alcoolímetros bloqueadores de ignição. No entanto, e apesar de terem sido realizadas experiências na Alemanha, Bélgica, Espanha e Noruega, de todos os Estados-membros apenas a Suécia parece convencida de que esta é uma tecnologia em que vale a pena apostar, com alcoolímetros bloqueadores de ignição em programas de reabilitação, por exemplo.

A pré-instalação dos alcoolímetros bloqueadores de ignição não será a única novidade esperada em 2022: há mais 10 equipamentos que se tornarão obrigatórios, apesar de muito provavelmente a sua presença entre o equipamento ser enaltecida pelas marcas (alguém imagina, nos dias de hoje, comprar um carro a alguém que lho queira vender afirmando que traz cintos de segurança de série?).

Artigo relacionado: 4 sistemas de segurança automóvel que salvam vidas

Entre os equipamentos que hoje ou são celebrados por surgirem de série ou ainda se encontram na lista dos opcionais, 2022 passará a oferecer em todos os automóveis novos travagem autónoma de emergência, que permite que o carro identifique a presença de um obstáculo, travando face à inação do condutor; detetor de fadiga, que estuda o comportamento do condutor, percebendo se o nível de atenção do mesmo diminui, avisando-o do mesmo; registo de dados em caso de acidentes (caixa negra) e sistema de paragem de emergência.

Dos assistentes criados para facilitar a vida ao condutor, a Comissão Europeia decidiu que, a partir de 2022, o assistente inteligente de velocidade e o assistente de manutenção na faixa de rodagem passarão a ser oferecidos de série.

Ao nível da proteção, os ocupantes passarão a contar com mais uma, destinada a evitar sequelas de maior, resultantes de impactos contra postes, além de os carros passarem a integrar câmara traseira ou sistema de deteção de obstáculos.

Além disso, passará a ser obrigatório apresentar crash-test frontal, feito pelo Euro NCAP, o organismo que, sem poder regulatório, testa o nível de segurança dos automóveis. E é esperado que a exigência aumente – afinal, isso tem acontecido praticamente todos os anos e 2022 não seria exceção.

Leia também:

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h