standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

Quando devo mudar os pneus do meu carro?

Mudar os pneus do seu carro parece um custo desnecessário? Manter os seus pneus em bom estado de circulação é das melhores formas de garantir a segurança e eficiência do seu carro.

Manter os pneus do seu carro em bom estado de circulação é uma das maiores garantias de segurança e eficiência do seu automóvel. O desgaste dos pneus dos nossos carros está diretamente relacionado com problemas de tração e travagem, que aumentam drasticamente o risco de acidentes rodoviários.

Neste artigo esclarecemos quando deve mudar os pneus do seu carro e em que ocasiões deve ter uma atenção extra com estes componentes do nosso automóvel.

Os pneus estão no limite legal de desgaste

Esta é uma das causas mais comuns e subvalorizadas da mudança de pneus. Contudo, é também uma das mais perigosas.

A profundidade mínima legal da borracha do pneu é de 1,6 mm. Assim que os pneus do seu carro se encontrem abaixo deste valor é completamente obrigatório mudar de pneus, pela sua segurança e saúde da sua carteira, evitando acidentes rodoviários e multas desnecessárias.

Os pneus não são os adequados

É importante certificar-se de que usa os pneus certos para o seu carro. No caso de dúvidas, pode encontrar toda a informação sobre os pneus mais adequados ao seu carro no manual do proprietário.

Devem também ser utilizados pneus iguais nas 4 rodas, com o mesmo modelo, pressão e calibragem. Caso um deles, por algum motivo, sobressaia pela diferença, deve ser mudado assim que possível.

Os pneus estão danificados

Buracos, obstáculos, choques ou acidentes… todos estes podem causar estragos graves nos pneus dos nossos carros. Caso pressinta que os danos são reais, terá mesmo de chamar um profissional que verifique a situação e confirme se, de facto, será mesmo necessário mudar os pneus.

Os pneus estão estranhamente desgastados

O desgaste irregular em zonas específicas, mais do que poder revelar a necessidade de mudar os pneus (dependendo sempre do nível de desgaste), é um sinal de problemas mecânicos, como alinhamento inadequado, equilibragem, suspensão ou transmissão.

É importante, cada vez que mudamos de pneus, corrigir a direção, se for caso disso. Desta forma, a vida do pneu será prolongada e a condução tornar-se-á bem mais suave.

Os pneus estão velhos

A duração de vida de um pneu não é previsível. Circunstâncias como temperatura, manutenção, condições de armazenamento, velocidade, pressão e estilo de condução, definem a idade a partir da qual podemos considerar um pneu de “velho” demais para circular.

Este envelhecimento faz com que o carro perca aderência e que o pneu tenha de ser mudado assim que possível, mesmo estando dentro dos parâmetros legais de circulação.

Então, quando devo mesmo mudar os pneus do meu carro?

Há especialistas que dizem que os pneus podem durar até 10 anos. Ainda assim, a partir dos 5 já temos de ter uma atenção especial ao desgaste.

A recomendação é que, a partir dos 40.000 km ou 5 anos de utilização, o pneu seja verificado com regularidade (pelo menos uma vez por ano), de forma a detetar alguns dos pontos falados acima.

Outros especialistas vão mais longe, defendendo que todos os meses deve ser feita uma inspeção aos pneus, onde se verificam a profundidade, estado da banda de rolamento, pressão, danos nos flancos e desgaste anormal.

Só com um olhar vigilante e uma condução defensiva conseguimos prolongar a data de mudança de pneus nos nossos carros. Apesar de caro, mudar de pneus acaba por garantir a nossa e a segurança das restantes pessoas que se cruzam connosco diariamente na estrada, contribuindo para mais segurança e eficiência no trânsito.

Tópicos relacionados:
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h