standvirtual.com Vender Veículo

Quanto custa alterar um carro para GPL?

Quanto custa alterar um carro para GPL

Um automóvel, seja a gasolina ou a gasóleo, pode ser convertido de forma a poder ser alimentado com GPL. Saiba quanto custa, mas também quanto irá poupar, num investimento que nem sempre compensa.

É certo que há, no mercado, alguns modelos de carros a gasolina/GPL, mas não é preciso ficar refém das propostas existentes uma vez que praticamente qualquer automóvel a gasolina pode ser transformado e adaptado para acolher um sistema de GPL.

Vantagens de um carro a GPL

As vantagens de avançar para uma solução deste género são várias: a soma das capacidades dos dois depósitos, de gasolina e de Gás de Petróleo Liquefeito (GPL) torna a autonomia do automóvel muito maior, além de o preço por quilómetro ficar mais barato para quem não se esquece de usar o GPL nem de abastecer o depósito do gás. É que o depósito da gasolina, que entra sempre em ação no arranque a frio do motor, continua disponível, mas o peso na carteira é muito superior se se achar que não faz mal, uma vez ou outra, deixar que o carro consuma o dispendioso líquido.

 

Veja todos os carros a GPL à venda no Standvirtual

 
A transformação é segura e não há riscos, desde que a mudança seja realizada numa oficina certificada – é importante confirmar as credenciais de quem se propõe a fazer o trabalho. É que, além da montagem do depósito de GPL, a operação inclui a colocação de novos tubos de combustível, de injetores específicos, de válvulas de segurança, da cablagem elétrica, de um comutador, de um indicador de nível de GPL no depósito e de uma centralina própria.

Desvantagens de alterar um carro para GPL

No entanto, antes de decidir a alteração, tenha presente que irá sacrificar espaço da mala, sobretudo se se optar por um depósito cilíndrico. Caso a escola recaia sobre um depósito tóricos, poderá perder-se o pneu sobressalente, uma vez que o tanque irá ocupar o espaço da roda, mas consegue-se ficar com a volumetria do porta-bagagem intacta.

Há ainda a questão da perda de potência, real, mas pouco preocupante. Nos casos dos carros sem turbo, a perda anda entre os 10 e os 15%, o que, na prática, significa que um carro de 100 cv, depois de adaptado a GPL, passa a apresentar uma potência de 85 ou 90 cv – uma diferença que pouco se notará. Já nos carros com turbocompressor não há praticamente qualquer diferença.

Artigo relacionado: Vale a pena comprar um carro a GPL Auto?

Revistos os “contras” que não chegam a sê-lo, é relevante lembrar que esta alteração não se consegue sem uma série de burocracias. Até porque será necessário atualizar o Documento Único Automóvel.

Documentação necessária para alterar um carro para GPL

De qualquer das maneiras, é importante saber que, após a alteração, o automóvel deve ser sujeito a uma inspeção extraordinária, do tipo B. Com o certificado do Modelo 113 emitido pelo Centro de Inspeções, deve então ser submetido um pedido de regularização da transformação no IMT, com o formulário Modelo 9 devidamente preenchido. Com tudo certinho, o IMT lança um novo Certificado de Matrícula. O processo é habitualmente assumido por quem faz a transformação – e desconfie, se não for… Também o serviço deverá incluir um período de garantia. 

Quanto custa alterar um carro para GPL?

Contas feitas, a transformação de um carro a gasolina para GPL deverá custar em média 1500€, o que não é um gasto que se faça sem pensar. É que o investimento poderá demorar a ter retorno, sobretudo se o carro andar pouco. Também em carros mais comilões de gasolina se vê o retorno mais cedo. Por exemplo, num automóvel que percorra em média 20 mil quilómetros por ano, com um consumo em torno dos 8 litros, o investimento de 1500€ só começará a compensar ao fim de quase um ano. Já num carro que tenha por hábito fazer à volta de 40 mil quilómetros por ano, com consumo semelhante, o sistema começará a dar ao fim de uns parcos cinco meses.

Artigo relacionado: Qual o peso dos impostos nos combustíveis em Portugal?

É que, se é verdade que o consumo a GPL é maior do que o da gasolina, também é certo que o custo por litro é muito mais baixo – o litro da gasolina anda, atualmente, em torno dos 1,45€ euros e o do GPL nos 0,68€.

E se for um Diesel?

Se o automóvel a converter for um Diesel nada está perdido. Mas o processo irá ser mais complicado… e custoso.

Há dois métodos para transformar um carro movido a gasóleo num veículo a GPL. O primeiro passa pela “ottorização” do motor, ou seja, é necessário modificar a cabeça dos cilindros (ou substituí-los) para criar uma câmara de combustão, assim como a cabeça do motor de forma a poderem ser utilizadas velas de ignição. O segundo é a instalação de um sistema Dual-Fuel – mas este equipamento, além de não ser fácil de encontrar, é específico apenas para alguns modelos.

Além do mais, no caso de um Diesel, dado o preço por litro do combustível que o alimenta e os habituais consumos, o sistema provavelmente demorará a dar retorno – até porque o investimento será maior.

 
Leia também:

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h