standvirtual.com Vender Veículo

Review Fiat 500C

Fiat 500

No mercado desde 2008, o Fiat 500 é a re-interpretação perfeita de um ícone automóvel dos anos 50 adaptado ao século XXI, e um verdadeiro sucesso da história automóvel moderna.

E como em equipa vencedora, não se mexe, o Fiat 500 só conheceu uma nova cara em 2020, sendo agora um citadino 100% elétrico. Mas esta geração que trazemos aqui hoje ao canal do Standvirtual, manteve-se praticamente inalterada durante 12 anos, contando apenas com uma ligeira atualização nos grupos de óticas frontal e traseiro.

Nem mesmo o passar dos anos fez abrandar as vendas deste pequeno “Fiat Cinquecento”, e tal como o vinho do Porto, a idade tem-lhe feito muito, muito bem. Será que estamos perante um futuro clássico?

Análise Exterior e InteriorFiat 500

Apesar de muitos considerarem o design deste carro algo feminino, as suas linhas e o seu estilo são mesmo o seu principal argumento contra os seus rivais, nomeadamente o Toyota Aygo, VW Up ou Kia Picanto, que apesar de serem bastante mais recentes, não conseguem fazer jogo igual, nem sequer semelhante neste campo.

Quanto ao habitáculo, apesar do design interior ser essencialmente de um carro desenvolvido em 2008 e de abundarem os plásticos mais rijos, esteticamente e ergonomicamente falando, o Fiat 500 é um citadino de excelência para adultos de estatura média.Fiat 500

Já para pessoas de estatura mais, o facto do banco do condutor não ter regulação em altura faz com que a posição de condução elevada se torne desconfortável em viagens mais longas.

Em contrapartida, a excelente visibilidade e o facto de todos os comandos e manípulos serem intuitivos e de estarem ao perfeito alcance da nossa mão é mais um forte argumento que realça a praticabilidade deste carro.

Se quer comprar um destes automóveis, certifique-se de que faz um bom test drive à viatura e se se sente confortável ao volante. A posição de condução do Fiat 500 é por norma um daqueles casos de “ou se adora, ou se odeia”. 

Veja todos os Fiat 500c disponíveis no Standvirtual

Mas já relativamente ao espaço traseiro, este é surpreendente, tendo em conta claro que este é um carro citadino. Com 1,75m, talvez tenha mais espaço no banco traseiro do Fiat 500 para as pernas do que numa companhia aérea low cost. Já para a cabeça a história é diferente, e pessoas com mais de 1,70m terão mesmo dificuldades em fazer uma viagem de maior duração neste carro. 

Quanto ao espaço para a bagageira, este é limitado a uns pequenos 185L. O suficiente para as necessidades básicas diárias. 

Mas o Fiat 500 é um carro cheio de pormenores, e são mesmo esses pormenores que o tornam tão peculiar. Desde o volante, a manete de velocidades e padrão dos bancos com um estilo mais retro, o velocímetro ou os puxadores das portas que remetem a nossa imaginação para um automóvel dos anos 50, ou até mesmo no painel frontal do habitáculo, onde em algumas versões mais equipadas pode ser exatamente da mesma cor que a carroçaria exterior. São pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

Ao volante

Fiat 500

O Fiat 500 nasceu claramente para a cidade. Como é tão estreito, não terá qualquer dificuldade em passar naquelas ruas mais estreitas ou em contornar carros que estejam mal estacionados na berma. 

Com uma taragem de suspensão a tender para o firme, se optar por um modelo com jantes de maiores dimensões, o sentir das irregularidades do alcatrão será proporcional ao tamanho da roda. Mas a baixas velocidades, não há nada de negativo a apontar ao comportamento do Fiat 500. Pelo contrário, é em cidade que o 500 se sente como um peixe dentro de água. E a prova disso é a existência de um botão “cidade” na consola central que faz com que a direção fique ainda mais leve. Uma preciosa ajuda nos estacionamentos mais apertados. 

Mas é claro que o Fiat 500 pode fazer viagem em auto-estrada, mas o melhor é mesmo limitarmos ao mínimo necessário a utilização nestas vias. As motorizações a gasolina não têm pulmão suficiente para aguentar investidas muito superiores a 120kmh, e mesmo na motorização diesel, o ruído aerodinâmico e a alguma instabilidade fruto do pouco peso e das pequenas dimensões deste automóvel podem também tornar-se incomodativo em viagens mais longas.

E como falamos em motorizações, saiba que o Fiat 500, até meados de 2018 estava disponível com um motor diesel 1.3 de 95 cavalos. Opção essa que foi descontinuada, e convenhamos, tinha um propósito algo desadequado ao conceito do Fiat 500. Entre 2019 e 2020 ficamos resumidos apenas às opções a gasolina, com a motorização de 4 cilindros 1.2 atmosférica de 69 cavalos, ou com um muito peculiar e pouco comum motor TwinAir da Fiat, um 2 cilindros de 85 cavalos e 900cc.

Quanto as transmissões disponíveis, o Fiat 500 está equipado de série com uma caixa manual de 5 velocidades, ou com uma caixa semi-automática a título opcional, ainda mais prática e adequada a uma condução citadina.

Quanto a IUC, as versões com motor 1.2 atmosférico pagarão 102,81€ por ano.

PreçosFiat 500

No Standvirtual é possível encontrarmos Fiat 500 entre os 9 000€ para as versões mais antigas, pós-facelift, de meados de 2016 e os 16 000€, para versões praticamente novas, de 2020.

Os preços das versões cabrio rondam igualmente estes valores, sendo que o valor médio rondará os 12 000€.

Fiat 500 no Standvirtual

Fiat 500 de 2016

Fiat 500 de 2017

Fiat 500 de 2018

Fiat 500 de 2019

Fiat 500 de 2020

Leia também:

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h