standvirtual.com Vender Veículo

Review Peugeot 2008 (2017)

Peugeot 2008

2008, para muitos, é um algarismo sinónimo de crise financeira… Mas para a Peugeot, é sinónimo de fórmula de sucesso. O Peugeot 2008 foi o 8º carro mais vendido em Portugal em 2019, e é sem dúvida um ótimo investimento para quem procura um mini SUV usado, capaz e por um ótimo preço. 

Com 5 654 unidades novas vendidas em 2019 no nosso país, e com mais de 50 000 vendidas em Portugal desde 2013, o Peugeot 2008 é um verdadeiro caso de sucesso dentro deste tão concorrido segmento, e nem mesmo o passar do tempo faz com que se sinta o peso da idade. 

Análise ExteriorPeugeot 2008

A 1ª geração do Peugeot 2008 foi lançada em 2013 e modernizada ligeiramente em 2016 com a adição de novos faróis em LED que simulam as garras de um felino e um novo desenho no pára-choques frontal.

Apesar da idade, continua a apresentar-se com linhas fluidas, modernas e dinâmicas. Algo que joga na perfeição com as dimensões compactas para a cidade, mas generosas o suficiente para as lides de família.

Encontre aqui todos os Peugeot 2008 disponíveis no Standvirtual

Análise Interior

É imperativo começar a análise interior do Peugeot 2008 falando da ergonomia e do layout do volante e dos vários manípulos e mostradores.

O Peugeot 2008, a par da primeira geração do Peugeot 208 e 308, estreou a primeira geração do i-Cockpit. Esta é a denominação dada pela Peugeot para o habitáculo dos seus automóveis e que se caracteriza por ter um volante de dimensões bastante reduzidas, os mostradores sob o volante e não entre, e toda a zona central também orientada para o condutor.

É sem dúvida uma sensação estranha e pouco habitual aquela que presenciamos quando entramos pela primeira vez a bordo de um Peugeot desta geração, mas bastam apenas alguns minutos até que encontrarmos a posição ideal de condução.

E depois de se habituar ao i-Cockpit, muito dificilmente voltará a preferir os layouts mais tradicionais que encontra nos restantes modelos. É sem dúvida uma imagem de marca da Peugeot, e uma aposta ganha.

Nota também para a qualidade dos materiais, que apesar de não impressionar, está uns furos acima dos seus rivais Citroen C4 Cactus e Renault Captur.

O espaço disponível na bagageira é também uma referência, oferecendo 410 litros com os bancos traseiros em posição. Volumetria essa que quase triplica com os bancos traseiros rebatidos.

O ponto menos positivo desta geração do Peugeot 2008 é mesmo o sistema de infoentretenimento, que fruto da sua idade e da constante evolução das tecnologias, pode mesmo ser um teste à sua paciência, sobretudo se estiver familiarizado com automóveis mais recentes.

ConduçãoPeugeot 2008

Ao volante do Peugeot 2008 é possível ouvir-se um pouco o ruído da deslocação do ar sob a carroçaria, e tal como o C4 Cactus ou o Renault Captur, não são exímios neste capítulo, ficando a anos luz da qualidade de montagem, por exemplo, do Hyundai Kauai.

A suspensão tem uma taragem leve, pouco firme. Desempenha na perfeição a tarefa de absorver as irrelugaridades do alcatrão, mas tem a contrapartida de não tornar este Peugeot 2008 no SUV mais divertido e entusiasmante de se conduzir. Neste capítulo, o Renault Captur embora seja mais “desconfortável” no dia-a-dia, é aquele que dinamicamente tem uma melhor prestação.

A visibilidade é bastante boa no global fruto da posição de condução mais elevada, embora a visibilidade traseira seja algo comprometida pelo pilar C. Apesar de tudo, o Peugeot 2008 é muito fácil de manobrar em cidade.

No capítulo da direção, este mini SUV também leva nota máxima. A direção é leve mas oferece um ótimo feeling. 

O Peugeot 2008 está disponível com motorizações para todos os gostos e necessidades. Se percorre poucos km’s, o 1.2 gasolina de 4 cilindros e 82cv, 110cv ou 130cv será sem dúvida a aposta ideal.

Se por outro lado faz muitas viagens em auto-estrada, terá a opção 1.4HDI, diesel de 68cv, que talvez venha a comprovar que é algo lenta e desajustada a este chassis, terá também os blocos 1.6 diesel de 75cv, que é melhor um pouco mas ainda assim talvez lhe falte algo de pulmão, ou então com 120cv, que é o motor que casa na perfeição com este carro. 

Em 2019 foi também lançado o 1.5 de 100cv blueHDi, que facilmente regista consumos abaixo dos 5L/100km.

Existe ainda o 1.6 e-HDI, um híbrido diesel com motor 1.6 e potência combinada de 92cv, capaz de consumos ainda mais baixos, mas deve ter sempre em atenção o estado das baterias nestes veículos.

Quanto ao IUC, pagará 147,21€ nos automóveis diesel ou 103,12€ no caso das motorizações a gasolina, independentemente da cavalagem.

Preços

Preços no Standvirtual desta geração do Peugeot 2008 começam nos 10 500€ para versões 1.2 a gasolina do ano 2013, e estendem-se até próximo dos 20 000€ para versões diesel já de finais de 2019.

Veredicto Final

Apesar da posição de condução parecer algo estranha, o design exterior, mas sobretudo interior, tornam-no claramente superior à sua concorrência. Aliando isto ao abundante espaço oferecido e aos preços muito em conta, não há dúvida que este Peugeot 2008 é sem dúvida um dos melhores mini SUV usados que pode comprar.

Leia também:

 

 

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h