standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

Review Renault Clio (2017)

Renault Clio

O Renault Clio é, desde 2012, o carro mais vendido em Portugal. Mas porquê? Qual será o segredo para tamanho sucesso? Tentamos explicar o porquê neste vídeo.

Lançado em 1991, o Renault Clio apresentou em 2019 aquela que será a sua quinta geração. É um dos modelos mais emblemáticos da marca gaulesa e não só é o carro mais vendido em Portugal, como também é um dos utilitários mais vendidos em todo o mundo, liderando as vendas em 7 países europeus.

Corria o mês de Setembro de 1990 quando a Renault mostrava ao mundo, pela primeira vez, o Renault Clio, no Salão Automóvel de Paris. Este seria o modelo escolhido pela marca francesa para substituir o Renault 5, aquele que foi um dos carros mais bem sucedidos de toda a história.

Rapidamente, este modelo começou a fazer sucesso por toda a Europa, mas foi apenas com a segunda geração do Clio (lançado em 1998) que as vendas dispararam. Esta foi uma geração marcada pelas linhas mais arredondadas e mais contemporâneas.

No início do século XXI, o Clio já era o carro mais vendido em Portugal, título que perdeu no final dos anos 2000, voltando a recuperar este título em 2012 para não o voltar a largar (pelo menos até ao momento).

Em 2018, foram vendidos 13 592 Renault Clio novos, o que representa um crescimento de 9% em relação a 2017. E as estimativas apontam para que este número continue a crescer nos próximos anos.

Mas qual será a razão para tanto sucesso do Renault Clio? Conheça ao pormenor este carro.

Análise Exterior

Renault Clio

Em termos estéticos, o Renault Clio é um utilitário com dimensões perfeitas: suficientemente espaçoso para poder acomodar 4 passageiros e alguma carga (assemelhando-se até a um compacto, neste aspecto), mas razoavelmente compacto para poder circular entre as ruas mais estreitas das cidades, tal como se fosse um citadino.

Em 2015, esta quarta geração do Renault Clio foi alvo de um “restyling“, e possui agora linhas bastante contemporâneas, tal como tem sido apanágio de todas as gerações anteriores, quando comparadas com a sua concorrência.

Na zona frontal, existem algumas alterações na grelha, no pára-choques e há também novos faróis de nevoeiro. Existem também grupos ópticos com tecnologia de ponta que, apesar de serem adicionais, conferem a este carro o toque premium que lhe faltava.

Neste “restyle“, existem ainda mais cores disponíveis para a carroçaria e jantes mais desportivas que dão também um aspecto mais dinâmico ao novo Renault Clio.

Interior e itens de série

Renault Clio

É no interior do Renault Clio que começamos a perceber por que é que este é o carro mais vendido em Portugal.

A qualidade dos plásticos no interior deste carro é excelente, tendo em conta o preço e o segmento em que se enquadra este automóvel. Existem pormenores  visíveis nas saídas de ar de ventilação, no comando da caixa de velocidades, nos painéis das portas e na iluminação interior, dignos de um carro de uma marca premium alemã.

Além da qualidade dos materiais, o espaço existente a bordo também é bastante generoso, não fosse este Renault ter uma bagageira com 300L de capacidade, sendo uma das maiores do segmento.

É ainda no interior que nos apercebemos de outro dos pontos fortes do Renault Clio: o equipamento.

Neste carro, na consola central, existe um tablet táctil de 7 polegadas que lhe permitirá ouvir rádio, música, programar a sua rota num GPS ou estabelecer comunicações através da conectividade do seu telemóvel.

Além disto, as versões mais equipadas do Renault Clio vêm também de série com sensores de estacionamento traseiros.

Motorizações e condução

As motorizações são outro dos “trunfos” do sucesso deste carro da marca francesa. A versão do Renault Clio ensaiada está equipada com um motor 90cv. Esta não é a motorização mais comum neste carro, estando esse título atribuído ao motor diesel de 75cv, ainda que ambos partilhem o mesmo bloco 1.5 dCi.

Este 1.5 dCi é na verdade um dos blocos mais vendidos no mercado automóvel actualmente, equipando grande parte dos carros que totalizam a lista dos 10 carros mais vendidos em Portugal actualmente. Falamos, por exemplo, do Renault Captur, o Nissan Qashqai, ou até mesmo o Mercedes Classe A (nas versões 160 e 180).

Os 90cv deste motor associados ao pouco peso do Renault Clio e a esta suspensão algo rija (mas não desconfortável) fazem com que conduzir este carro numa estrada mais sinuosa seja um verdadeiro (e surpreendente) prazer.

Quanto a consumos, a marca anuncia 4.9L/100km para este modelo, mas o melhor que conseguimos durante o nosso teste foram 5.3L/100km. No entanto, e numa circulação extra-urbana, com o bloco de 75cv será perfeitamente capaz de atingir estes valores (desde que não circule em auto-estradas, pois os Renault Clio apenas estão equipados com caixa de 5 velocidades, o que faz com que o motor circule sempre num regime mais elevado).

Para quem não quiser optar por um motor diesel, o Clio está disponível também numa versão a gasolina com um bloco de 3 cilindros e 0.9 de cilindrada, debitando 75 cavalos. Para essa motorização, a Renault anuncia consumos de 5,2L/100km, embora saibamos que na vida real, dificilmente conseguirá registos abaixo dos 6L.

Renault Clio no Standvirtual

Conheça agora todas as versões desta 4ª geração do Renault Clio, listadas por ano de produção:

Renault Clio 2012

Renault Clio 2013

Renault Clio 2014

Renault Clio 2015

Renault Clio 2016

Renault Clio 2017

Renault Clio 2018

 

Leia também:

Review Renault Clio (2017)
Gostou deste artigo?
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h