standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

Review Renault Megane Sport Tourer (2016)

renault megane sport tourer

O sucesso inegável deste modelo no nosso mercado, faz dele um dos automóveis mais procurados no 2ª mão, com bons valores de mercado, associado a um generoso equipamento e reconhecida fiabilidade do bloco 1.5 diesel com 110cv.

Assim sendo, decidimos experimentar este familiar gentilmente cedido pelo Stand Consilcar, e esta é a nossa análise:

Interior

Na vertente puramente familiar, a versão Sport Tourer do Renault Megane, oferece uma generosa bagageira com 524 litros, expansível até 1.600 litros com o rebatimento dos bancos traseiros, fazendo dela uma das melhores dentro do seu segmento.

Em termos de habitabilidade geral, e não havendo grande espaço para críticas em relação aos lugares dianteiros, é no entanto em relação aos lugares traseiros que a Megane Sport Tourer perde para a concorrência, sendo uma das menos desafogadas no que toca ao espaço longitudinal para as pernas e altura do encosto para as costas.

Na frente, viaja-se bastante melhor. Mérito atribuível aos excelentes bancos presentes nestas versões ‘GT Line’, com um excelente nível de apoio lateral e conforto geral.

A posição de condução é boa, revelando-se no entanto um pouco alta, transmitindo a sensação de estarmos ‘em cima’ do carro e não ‘dentro’ dele. A repercussão positiva é que se ganha em termos de visibilidade geral.

A decoração interior apesar de predominantemente escura, prima por alguns apontamentos de carácter mais desportivo, como é o caso das decorações a imitar fibra de carbono ou frisos vermelhos ao longo do tablier.

A qualidade de construção denota robustez e mesmo nesta unidade com mais de 50.000kms percorridos, a isenção de ruídos parasitas continuava em bom plano.

A escolha de materiais não é contudo homogénea, pois se na parte superior do tablier contamos com um plástico aborrachado de boa qualidade, na zona inferior da consola central, contamos com um plástico preto que me pareceu demasiado frágil e propenso a riscos. Ainda assim, a qualidade geral de montagem é bastante razoável, com folgas mínimas entre paineis e/ou ausência de arestas.

A dotação de equipamento destas versões GT Line é generosa, contando inclusivamente com sistema de navegação RLink, Multimedia e kit de mãos livres Bluetooth, comandos por voz, muito completo computador de bordo, controlo da velocidade de cruzeiro, etc.

Exterior

renault megane

No plano exterior, esta versão destaca-se por disponibilzar jantes de 17 polegadas em tom cinza, uma frente redesenhada com alguns plásticos escuros pretendendo transmitir-lhe um cunho mais desportivo e luzes diurnas em LED.

Em termos de linhas gerais, não será talvez das carrinhas mais elegantes do mercado, tendo o seu desenho uma função claramente mais prática do que propriamente estética.

Motorização e Consumos

Esta unidade recorre ao sobejamente conhecido 1.5 turbodiesel com 110cv e caixa manual de 6 velocidades. Este bloco carrega uma boa reputação no que toca à fiablidade e custos contidos de manutenção, factor reconhecido através da sua aplicação em quase 10 modelos de diferentes marcas (Nissan, Dacia, Mercedes) à venda no nosso mercado.

Com uma cilindrade de 1.461cc, este diesel ‘common rail’ debita a sua potência máxima às 4.000rpm, demonstrando um à vontade significativo até perto do regime de corte, às 4.800rpm. O escalonamento correcto da caixa de velocidades, permite explorar da melhor forma os 260Nm de binário máximo disponível entre as 1.750-2500rpms, sendo capaz de manter andamentos vivos, sem que isso necessariamente represente um incremento pouco saudável dos consumos.

Nesse capítulo, a marca anuncia uns ambiciosos 3.6l de consumo médio por cada 100kms percorridos. Como já vem sendo hábito, e numa utilização mais familiar e a velocidades legais, o consumo médio expectável não deverá fugir muito dos 5.0l/100, valor ainda assim bastante contido e apelativo para um potencial comprador. Ao cumprir a norma Euro 6 com emissões de 95g/km, o valor de IUC é 147€ ano.

Em velocidades de cruzeiro, o 1.5 diesel encontra-se bem isolado, quer no plano acústico, quer no campo das vibrações, configurando-se como um motor suave no seu funcionamento, mesmo rodando em rotações mais elevadas.

Renault Megane no Standvirtual

renault megane

A unidade ensaiada, data de Jun/2016 e, com cerca de 50.000kms percorridos, apresentava um preço ligeiramente inferior a 16.000€, alinhando com a média de preços que foi possível apurar no n/site, revelando um intervalo entre os 10.000€ pedidos por versões de finais de 2014 e 16.000€ para versões de 2016 (prévias ao lançamento da actual geração ainda em comercialização).

Conheça agora os modelos do Renault Megane disponíveis no Standvirtual, listados por cada ano de produção:

Renault Megane Sport Tourer 2019

Renault Megane Sport Tourer 2018

Renault Megane Sport Tourer 2017

Renault Megane Sport Tourer 2016

Renault Megane Sport Tourer 2015

Renault Megane Sport Tourer 2014

Renault Megane Sport Tourer 2013

Leia também:

Review Renault Megane Sport Tourer (2016)
Gostou deste artigo?
Tópicos relacionados:
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h