standvirtual.com O Nº 1 em Carros Vender Veículo

Review Volvo V40 (2017)

Volvo V40_Exterior

Apesar de hoje ser um hatchback, o Volvo V40 começou como uma carrinha familiar, e de grande sucesso. Conheça a nossa opinião sobre o Volvo V40, neste ensaio a uma viatura de 2017.

História do Volvo V40

Volvo V40_Frente

A primeira vez que as siglas V40 deram nome a um carro da Volvo, longe estaria a marca sueca que 17 anos mais tarde, o conceito seria totalmente diferente.

Entre 1995 e 2004, a Volvo fabricou aquele que era um dos sedans de referência no mercado automóvel: o Volvo S40. Este popular automóvel tinha também uma variante carrinha, que por sinal, em Portugal, teve bastante mais sucesso que a versão “saloon”, do qual o “S” de S40 derivava. Esta carrinha era designada “V40”, onde o “V” simbolizava “versatilidade”. Esta carrinha popularizou-se sobretudo porque em 1995 recebeu uma distinção de uma popular revista italiana como a “carrinha mais bonita do mundo”.

Anos passaram, e a segunda geração do Volvo S40 foi lançada em 2005, tendo sido produzida até 2012. No entanto, a versão “carrinha” deste modelo abandonou a designação “V40” e passou a chamar-se “V50”. O nome V40 seria posteriormente dado ao novo hatchback da marca sueca.

O “novo” V40 foi lançado em 2012 e continua a ser vendido nos dias de hoje com muito poucas alterações feitas ao seu design, tanto no interior como no exterior, sendo o 4º best seller da construtora sueca, atrás apenas dos SUV XC40, XC60 e XC40.

Versões e preços do Volvo V40

Existem 4 versões do Volvo V40 (e Volvo V40 Cross Country) à venda no Standvirtual, sendo 3 destas a diesel e apenas 1 a gasolina.

As motorizações diesel começam com a mais “modesta” versão D2, com um motor 2.0 de 120 cavalos de potência. Os preços do Volvo V40 D2 começam nos 12 000€.

A versão “intermédia” é a versão D3, que foi a versão ensaiada, que conta um bloco de motor de 2 litros e 15o cavalos. Os preços desta versão começam nos 13 890€, sendo a versão ensaiada a mais barata actualmente à venda no Standvirtual.

A versão diesel topo de gama é a versão D4, utilizando o mesmo bloco de motor de 2.0L, mas desta feita o motor está trabalhado para debitar 190 cavalos de potência, ou 210 no caso da edição mais exclusiva “Polestar”. Os preços desta versão começam em torno dos 16 500€.

A única motorização a gasolina disponível no Volvo V40 é a versão T3, com um bloco de 1.5L e 152 cavalos de potência, com os preços a começarem próximos dos 22 000€.

Análise Exterior

Volvo V40_Traseira

Desde que foi lançado, em 2012, muito pouco tem alterado na estética do Volvo V40. Apesar da “idade de concepção” aparentemente já ter passado o prazo de validade (no que a indústria automóvel diz respeito), o certo é que o Volvo V40 continua, tal como nos seus primeiros dias, a apresentar umas linhas estéticas muito apelativas, que em nada fazem notar os quase 7 anos que este modelo já tem.

Mas, comecemos então a nossa análise mais detalhada à estética deste carro, e falemos desde logo da secção frontal. Nas versões anteriores a 2017, os modelos não podiam ser equipados com luzes LED, restringido-se as opções a  faróis de halogénio ou xenon. Este “upgrade” apenas surgiu na versão “face-lift” de 2017, oferecendo agora um look mais agressivo e imponente a este compacto da Volvo.

É verdade que este carro está inserido no segmento C, mas as suas dimensões são bastante generosas, e quase podemos chamar-lhe um “mini-familiar”. Esta teoria é validada pela aparência do Volvo V40 quando visto da lateral. Este carro tem 4370mm de comprimento, 1420mm de altura, 1857mm de largura e uma distância entre eixos de 2647mm.

O eixo da roda frontal e o ponto mais avançado do pára-choques frontal distam praticamente 1 metro, fazendo com que o Volvo V40 aparente ter “bastante frente”, mas a razão é uma só: incrementar os níveis de segurança dos passageiros. Não fosse essa a principal preocupação da Volvo.

À medida que nos vamos aproximando da traseira deste carro, o design mais contemporâneo começa a dar aso a uma aparência mais dinâmica, com o tamanho das janelas traseiras a “afunilar” como se o ar as estivesse a esculpir.

Por fim, chegamos à parte mais posterior do carro. Uma secção que se mantém intacta desde o lançamento do Volvo V40. As ópticas traseiras deste carro têm um perfil algo característico, partindo do spoiler traseiro, “escorregando suavemente” pela mala do carro,  acabando numa forma mais alargada na parte inferior, que lhe dá uma sensação de maior largura e posteriormente mais dinamismo.

Escape V40

Nota ainda para o toque das duas saídas de escape cromadas, existentes nas versões mais potentes (D3 e D4 e T3). Numa época da indústria automóvel em que cada vez mais os construtores estão a tentar “disfarçar” as saídas de escape, ou até mesmo a evitar colocá-las, é sempre refrescante ver um dos carros da “velha guarda” com este pormenor.

Interior e itens de série

Interior Volvo V40

Se o exterior continua “jovem” como nos primeiros dias, no interior a conversa é diferente, e admitimos que a idade já se começa a sentir. Ainda assim, é de realçar que os Volvo V40 são carros extremamente bem equipados de série, e que na verdade, tudo aquilo que é considerado básico num carro moderno, qualquer Volvo V40 tem.

Qualquer Volvo V40 tem, por exemplo, de luzes automáticas, cruise control, ar condicionado automático, GPS ou ligação com os smartphones através de Bluetooth ou cabo USB.

É certo que o sistema de infoentretenimento e o painel digital já está um tudo nada datado, sendo confuso de operar e com os gráficos a não serem os mais bonitos de olhar. Ainda assim, é tudo uma questão de hábito, e devido ao facto de a bordo deste Volvo V40 existir praticamente 1 botão para cada função, com o passar do tempo seguramente se habituará a operar este sistema enquanto conduz de forma muito simples.

Ainda assim, o aspecto mais negativo do Volvo V40 é o facto de, de série, não estarem incluídos sensores de estacionamento. Num carro com dimensões tão generosas, impunha-se, no mínimo, sensores de estacionamento traseiros. É, aliás, um extra que deve conferir sempre caso esteja interessado numa destas viaturas.

Espaço Interior V40

Quanto a espaços de arrumação no interior do habitáculo, não há dúvidas que o Volvo V40 também está muito bem servido. Além do porta luvas ser refrigerado, permitindo assim manter as bebidas frescas durante viagens mais distantes, a Volvo aproveitou e muito bem o espaço existente por detrás da consola central, que na maior parte dos carros está tapada com plásticos, no caso deste V40 existe um compartimento para, por exemplo, guardamos a carteira ou as chaves de casa.

Apesar da segurança ser a prioridade máxima da Volvo, garantido igual protecção para todos os seus ocupantes (existem no total 10 airbags de série neste carro), claramente a secção frontal deste carro foi aquela à qual os engenheiros e designers da marca sueca dedicaram mais “carinho”. Os bancos, tanto do condutor como do passageiro, são extremamente confortáveis, e praticamente todos os sítios onde tocamos são plásticos de muito suaves, e o volante, independentemente da versão, é forrado em pele.

Já para os passageiros dos bancos traseiros, o conforto não é tanto, existindo uma maior percentagem de plásticos de menor qualidade, não existindo tanto espaço disponível, nem tampouco um apoia braços entre os dois bancos, o que ajudaria a desfrutar melhor das viagens mais longas.

Devido ao formato das janelas, as crianças poderão não ter uma vista muito ampla do espaço exterior, podendo ser este um ponto negativo para famílias que viagem neste carro. É de notar ainda assim o facto da Volvo ter colocado 1 porta-copos na lateral de cada banco traseiro.

Mala V40

Quanto à bagageira, o tamanho é tal que ficamos ligeiramente indecisos se devemos considerar o Volvo V40 um compacto ou uma carrinha. É verdadeiramente generoso o espaço disponível. Ainda assim, devido à sua forma mais característica, não é fácil carregar objectos mais pesados para o interior da mala sem danificar o pára-choques.

Nota ainda para o facto de nem todos os Volvo V40 estarem equipados com pneu suplente, o que se pode tornar numa verdadeira chatice caso tenha um furo no meio de uma viagem.

Condução

Start Engine V40

O Volvo V40 é um carro muito confortável de se conduzir, sobretudo na versão ensaiada, a D2. O motor 2.0 de 120 cavalos tem potência mais que suficiente para mover, e depressa, os quase 1500kg que pesa este carro.

É verdade que um motor 1.6 conseguirá oferecer melhores consumos, e com pouco mais de 100 cavalos, a falta de potência não seria também um problema, mas a suavidade com que este bloco de 2.0 litros entrega a sua força é digna de um carro premium. Num ápice estamos a circular a velocidade cruzeiro na auto-estrada, e se precisarmos acelerar um pouco para fazer uma ultrapassagem, nem sequer é necessário recorrer à caixa de velocidades. O turbo não demora muito a fazer-se sentir, e os 350Nm de binário disponíveis logo as 1750rpm fazem-no acelerar rapidamente de forma quase imperceptível. Aliás, este carro é capaz de despachar os primeiros 100km/h em menos de 10 segundos, o que é uma marca muito respeitosa para um diesel familiar.

E já que falamos em caixa de velocidades, este carro está disponível com uma caixa automática de 6 relações, ou uma caixa manual de 6 velocidades. A versão ensaiada estava equipada com a caixa automática, e podemos afirmar que as passagens de mudanças são extremamente suaves e que esta caixa de velocidades da Volvo está muito bem escalonada, permitindo explorar ao máximo o potencial deste motor, ao mesmo tempo que permite efectuar consumos na casa dos 5,8 litros aos 100, o que significa que numa viagem entre o Porto e Lisboa gastaria cerca de 17 litros, ou seja, aproximadamente 27€.

A posição de condução e a pega do volante são também extremamente ergonómicas e confortáveis. Os bancos e a coluna de direcção permitem inúmeros ajustes, sendo muito fácil encontrar o seu ponto predilecto para conduzir.

Apesar de a visibilidade dianteira ser um grande ponto de destaque deste carro, com os pilares A a estarem muito bem situados, permitindo uma visão bastante ampla sobre a via, o mesmo não se pode dizer sobre a visibilidade traseira. Devido ao vidro traseiro de pequenas dimensões, situado numa zona relativamente elevada do veículo, nem sempre é fácil ver quem circula atrás de nós ou quais os obstáculos que existem à nossa retaguarda na hora de estacionar, sendo por isso fulcral escolher uma viatura com sensores de estacionamento.

Volvo V40 no Standvirtual

Confira aqui os modelos do Volvo V40 disponíveis no Standvirtual, listados por cada ano de produção:

Volvo V40 2012

Volvo V40 2013

Volvo V40 2014

Volvo V40 2015

Volvo V40 2016

Volvo V40 2017

Volvo V40 2018

Volvo V40 2019

 

Leia também:

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h