standvirtual.com

O Nº 1 em Carros
Vender Veículo

4 vantagens e desvantagens do GPL Auto: conheça-as

vantagens e desvantagens do gpl auto

Os combustíveis não são baratos e os eléctricos ainda não convencem, mas será o GPL uma boa alternativa? Conheça 4 vantagens e desvantagens do GPL Auto.

O preço elevado do diesel e da gasolina têm tornado o GPL Auto numa solução cada vez mais apelativa, ao longo dos últimos anos. Porém, tal como nos dois tipos de combustíveis mais comuns, também existem vantagens e desvantagens na utilização de GPL Auto.

À partida, e olhando apenas para o preço do Gás de Petróleo Liquefeito, adaptar o seu automóvel a gasolina para poder circular a gás poderá parecer muito tentador, tendo em conta que o GPL Auto custa sensivelmente menos 70 cêntimos por litro do que o gasóleo e menos 90 cêntimos por litro do que a gasolina. No entanto, e apesar de não ser apenas esta a única vantagem, existem também algumas desvantagens.

Passemos, então, a dados factuais e analisemos ao detalhe quais os prós e os contras deste combustível, para que possa decidir qual o melhor combustível para si, ponderando se é ou não vantajoso comprar um automóvel a GPL Auto ou se compensará adaptar o seu automóvel a gasolina para poder circular a gás de petróleo liquefeito.

Vantagens e desvantagens do GPL Auto


Vantagens

vantagens gpl

1. Preço

O preço é, sem dúvida, a maior vantagem do GPL Auto em relação ao diesel ou à gasolina. Em Janeiro de 2019, o preço médio da gasolina 95 ronda o 1,43€ por litro e o gasóleo ronda o 1,38€ por litro, ao passo que o GPL Auto custa em média apenas 0,66€ por litro.

Em média, o tanque de combustível de um automóvel tem capacidade para 50L, o que significa que atestar totalmente um carro a GPL deverá custar-lhe aproximadamente 30€. Em comparação com o gasóleo ou a gasolina, esta diferença de preços permitir-lhe-á poupar aproximadamente entre 35€ a 40€, em cada abastecimento.

2. Menos poluente

O GPL Auto é um combustível bastante refinado, o que significa que existem poucas impurezas e, consequentemente, uma menor emissão de gases poluentes para a atmosfera, nomeadamente gases do tipo CO2.

As emissões de CO2 de um carro que circule a Gás de Petróleo Liquefeito são aproximadamente 80% inferiores do que aquelas emitidas por um carro a gasolina e 90% inferiores às emissões de um carro a gasóleo.

3. Mesma potência que um carro a gasolina

Um dos mitos existentes, sempre que se fala de GPL Auto, é a questão da potência, havendo muitas pessoas que alegam que os carros movidos a GPL têm menos potência. No entanto, e sobretudo com os novos kits de conversão, esta ideia tornou-se um mito.

Adaptar um carro a gasolina para GPL, desde que a conversão seja bem feita e com recurso a um profissional qualificado, não deverá significar qualquer perda de aproveitamento.

4. Totalmente seguro

Outro dos mitos que circula sobre o GPL Auto é que este é pouco seguro e que, em caso de acidente, o carro poderá explodir. Embora seja verdade que o GPL é mais inflamável do que a gasolina, as empresas que fabricam os depósitos que armazenam o Gás de Petróleo Liquefeito fazem-no com esta consciência, tornando estes em recipientes quase à prova de bala, capazes de resistir a qualquer embate, até mesmo àqueles mais violentos.

Desvantagens

desvantagens gpl auto

1. A conversão é dispendiosa

Adaptar um carro a gasolina para GPL não é barato. Uma conversão poderá custar-lhe facilmente 1500€ e, com este valor, poderá abastecer o seu automóvel com muitos litros de gasolina. Por isso, deverá analisar bem quantos quilómetros circula anualmente e se, a curto prazo, este é um investimento com retorno para si.

No entanto, algumas constructoras, como é o caso da Audi ou da Opel, permitem que o cliente compre carros com motores equipados a GPL de origem, sendo em alguns casos até mais baratos do que os mesmos automóveis com motores convencionais.

2. Postos de abastecimento limitados

Abastecer um carro com GPL não é tão simples como abastecer um carro com gasóleo ou gasolina. O GPL ainda não está disponível em todas as estações de serviço por isso, se pretender fazer uma viagem mais distante, deverá programar as suas paragens para abastecimento com alguma antecedência.

3. Maior consumo

Apesar de ser um mito que o GPL faz com que um automóvel perca potência, a verdade é que o rendimento de um depósito de GPL é menor do que o rendimento de um carro com motor a combustão.

Como o GPL não tem o mesmo poder de explosão que a gasolina, o motor precisará de injectar mais gás para conseguir obter o mesmo rendimento, por isso deverá notar um ligeiro aumento nos consumos.

4. Proibição de circular em alguns lugares

Esta proibição é cada vez mais rara mas, até 2013, os carros a GPL estiveram impedidos de estacionar em parques cobertos. No entanto, nesse mesmo ano, foi promulgada uma nova lei que abriu a porta para que veículos movidos a GPL pudessem passar a estacionar em locais cobertos. Todavia, para os poderem receber, os parques têm que ser adaptados e terem feito algumas obras de segurança.

A lei não se tornou clara e, como não surgiu uma obrigação, muitos parques optaram por não se adaptar aos novos requisitos de segurança, não tendo sido criada sinalética para identificar os parques onde os recentes carros a GPL podem estacionar. Na verdade, esta lei é dúbia e não está totalmente clara. Porém, é certo que, em recintos privados, o seu carro pode ser impedido de estacionar.

Veja também:

4 vantagens e desvantagens do GPL Auto: conheça-as
Gostou deste artigo?
Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

211 450 361 * * Dias úteis das 09h às 18h