standvirtual.com Vender Veículo

Volkswagen lança ID.4 para fazer frente à Tesla

Volkswagen ID.4 SUV Elétrico

Ainda o lançamento do ID.3 vai no adro – a comercialização em Portugal, por exemplo, acaba de arrancar – e já a Volkswagen lançou para o mundo muito sobre o que esperar do ID.4, um SUV elétrico que chegará para concorrer com o vindouro Tesla Model Y. A revelação mundial a 23 de setembro foi exclusivamente online, como os tempos determinam, mas não deixou de entusiasmar especialistas e apaixonados das quatro rodas.

O ID.4, que não deverá começar a ser vendido em terras lusitanas antes do ano que vem, apresenta-se cheio de estilo e, ao contrário do que é habitual num SUV do emblema, extremamente curvilíneo, mas ao mesmo tempo prima por um conceito minimalista, o que lhe permite, por um lado, controlar o peso – e quanto menos peso, menos consumo de energia, já se sabe. A este respeito, o futuro SUV elétrico da marca alemã chega equipado com uma bateria de iões de lítio de 77kWh, o que lhe permite reclamar uma autonomia de mais de 500 quilómetros (pelos testes WLTP, é possível efetuar 520 quilómetros com um único carregamento).

 

Veja todos os carros elétricos à venda no Standvirtual

 
Já o motor, montado na traseira, chega com uma potência equivalente a 204 cv e a debitar um binário máximo de 310 Nm. Contas feitas, acelera até aos 160 km/h e vai dos 0 aos 100 km/h em 8,5 segundos. Mais para a frente o ID.4 apresentar-se-á com outros níveis de potência, assim como com diferentes capacidades da bateria e um (a parte traseira) ou dois eixos motrizes.

Novas linhas por dentro e por fora

Com um comprimento de 4,58 metros, é ligeiramente maior do que o Tiguan (4,50 metros), mas o que o diferencia sobretudo, tanto do equivalente Tiguan como do grande Touareg, é a forma como se apresenta. O ID.4 não vai buscar aquele ar quadradão dos SUV da Volkswagen, que parecem estar sempre de faca na liga preparados para enfrentar qualquer terreno, mostrando uma faceta mais suave: as linhas são redondas e curvas.

previous arrow
next arrow
Slider

Por dentro, o minimalismo impera assim como o espaço. Assente na mesma plataforma modular para veículos elétricos (MEB) que o ID.3, apresenta uma distância entre eixos de 2,77 metros, o que lhe confere excelentes quotas de habitabilidade.

Não havendo grandes luxos à vista, nota-se a preocupação em escolher materiais que reflitam o tal estilo que promete esbanjar: zonas do tablier em metal escovado, detalhes em plástico brilhante na consola central, bancos com ajuste lombar pneumático – de série…

Artigo relacionado: 5 carros elétricos usados até 20.000€

Ainda no interior, importa referir que a mala consegue arrumar 543 litros (o que significa que, embora seja maior que o Tiguan, a sua bagageira leva menos 72 litros). Mas a culpa não é das baterias – aliás, estas estão montadas sob o piso do carro, o que permite não beliscar a habitabilidade do automóvel.

O carregamento das baterias pode ser efetuado num ponto de carregamento público de 125kw, o que permite repor energia para 320 quilómetros (a distância Lisboa-Porto) em apenas meia hora. De sublinhar, porém, que o recurso sistemático a este tipo de carregamento acaba por diminuir a vida útil das baterias.

À distância de um comando… de voz

A Volkswagen fez nos últimos lançamentos um gigantesco upgrade ao seu sistema de infoentretenimento, com a estreia de todo um novo conceito com a chegada da nova geração (a oitava) do Volkswagen Golf.

Artigo relacionado: Carros elétricos e híbridos plug-in: benefícios fiscais para 2020

Assim, o que salta à vista quando nos sentamos aos comandos são dois ecrãs que quase formam um único. Um deles, mais pequeno, localiza-se atrás do volante e outro, que dá a sensação de ser contíguo, na zona mais central do tablier, apesar de ser montado de forma a estar ligeiramente voltado para o condutor. Os dois ecrãs controlam praticamente todas as características do carro, que, no caso do ID.4, podem ainda ser geridas por voz: pedir uma música, aumentar o fluxo do ar condicionado, diminuir a temperatura, aumentar o volume do som…

Para Portugal, não há previsão para a data de início da comercialização, sendo espectável que se situe no primeiro trimestre de 2021. Também não há indicação de preços.


Leia também:

 

Redes sociais:
Dúvidas no Standvirtual?

Aceda à secção de Ajuda

210 738 088 * * Dias úteis das 09h às 18h